Apesar da crise, pedidos de recuperação judicial no Brasil caem 7%

Pedidos tiveram em agosto a quinta queda mensal seguida, apontou a Serasa Experian

Os pedidos de recuperação judicial no Brasil tiveram em agosto a quinta queda mensal seguida, apesar da crise desencadeada pelos efeitos da covid-19, uma vez que credores estão aceitando renegociar dívidas, apontou a Serasa Experian.

De acordo com levantamento da empresa de informações de crédito, foram registrados 142 pedidos de recuperação no mês passado, dez a menos do que em igual período de 2019. Desde abril, essa é a quinta queda consecutiva do índice, sempre na medição ano a ano. A análise mensal revela retração de -2,2%.

Por tamanho, as grandes empresas fizeram em agosto 25% menos pedidos de recuperação judicial, enquanto nas médias o recuo foi de 20,8%.

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, os negócios de maior porte estão se recuperando com mais rapidez diante da retomada das atividades comerciais e de serviço, diante do maior capital de giro. Já as micro e pequenas empresas tiveram leve alta de 1% no número de pedidos.

“As renegociações entre credores e devedores continuam sendo o principal fator para contribuição da queda do índice”, afirmou o economista no relatório.

Na análise por segmento é possível observar a baixa dos pedidos em todos os segmentos da economia, exceto no comércio, que elevou os pedidos de 24 para 31 na comparação ano a ano, com o setor sendo um dos mais atingidos pelas medidas de isolamento social para tentar conter a pandemia.

Em agosto as solicitações de falências recuaram diminuindo de 125 para 102. Por faixa, as micro e pequenas empresas tiveram 54 pedido, enquanto médias e grandes registram ambas 24.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.