Ciência

Vacina contra covid de uma dose da Johnson & Johnson é eficaz e segura, diz FDA

A comissão de especialistas independentes da FDA se reúne na sexta-feira para decidir se aprova a vacina nos EUA

Johnson e Johnson (JNJB34) (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

Johnson e Johnson (JNJB34) (NurPhoto / Colaborador/Getty Images)

R

Reuters

Publicado em 24 de fevereiro de 2021 às 11h26.

Última atualização em 24 de fevereiro de 2021 às 12h49.

A vacina contra covid-19 de uma dose da Johnson & Johnson pareceu eficaz e segura em testes, disseram funcionários da Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) em documentos publicados nesta quarta-feira, abrindo caminho para sua aprovação para uso emergencial.

A comissão de especialistas independentes da FDA se reúne na sexta-feira para decidir se aprova a vacina. Embora não tenha obrigação de seguir o conselho de seus especialistas, a FDA o fez ao autorizar as vacinas da Pfizer e da Moderna.

A vacina da J&J foi 66% eficaz na prevenção da covid-19 de diversas variantes em um teste global com quase 44 mil pessoas, informou a empresa no mês passado.

Sua eficácia variou de 72% nos EUA a 66% na América Latina e 57% na África do Sul, onde uma variante nova se dissemina, mas no geral a vacina foi 85% eficaz para impedir casos graves da doença.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusEstados Unidos (EUA)FDAJohnson & Johnsonvacina contra coronavírusVacinas

Mais de Ciência

Colisão de asteroides é flagrada pelo telescópio James Webb

Componente de protetores solarares encontrado em alimentos gera preocupação nos EUA

Nova promessa de tratamento para Alzheimer avança nos EUA. Como o medicamento funciona?

Por que uma dieta baseada em vegetais nem sempre é saudável?

Mais na Exame