Acompanhe:

Um em cada três americanos acham que coronavírus foi feito em laboratório

Nova pesquisa mostra que parte significativa da população americana ainda acredita na falsa teoria de que o coronavírus surgiu de algum experimento

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ação do coronavírus em uma célula: falsas teorias e desinformação são um desafio para as autoridades em saúde (IOC/Fiocruz/Divulgação)

Ação do coronavírus em uma célula: falsas teorias e desinformação são um desafio para as autoridades em saúde (IOC/Fiocruz/Divulgação)

F
Filipe Serrano

Publicado em 13 de abril de 2020 às, 16h13.

Uma sondagem feita pelo instituto de pesquisas Pew Research Center, nos Estados Unidos, revela como o combate à desinformação continua sendo um dos problemas mais graves em meio à crise da pandemia da covid-19.

Segundo a pesquisa, quase um em cada três americanos (29%) dizem acreditar que o novo coronavírus Sars-Cov-2 foi produzido em algum laboratório -- o que é falso. Já o número de pessoas que afirmam que o vírus surgiu naturalmente é de 43%. Outros 25% dizem não saber ao certo qual é a origem do vírus.

Desde o início da epidemia da covid-19 na China, uma teoria da conspiração tem circulado nas redes sociais e grupos de WhatsApp levantando a hipótese de que o novo coronavírus teria sido resultado de algum experimento científico. Mas a hipótese já foi descartada por cientistas. Um estudo de pesquisadores dos Estados Unidos, da Austrália e do Reino Unido, publicado em março, analisou a estrutura genética do novo coronavírus e concluiu que o Sars-Cov-2 é resultado da evolução natural, sem qualquer tipo de intervenção humana.

Embora a origem exata do novo vírus ainda não tenha sido comprovada, ele tem uma grande semelhança com outros coronavírus que circulam entre morcegos. Uma das hipóteses é que o Sars-Cov-2 tenha sofrido uma mutação e, a partir de um animal intermediário, tenha evouído para ser capaz de infectar os humanos. As evidências apotam que o pangolim -- um tipo mamífero encontrado em regiões tropicais da Ásia e da Áfria -- é o animal intermediário mais provável.

De acordo com a pesquisa do Pew Research Center, o número de pessoas que acreditam na teoria da conspiração é maior entre os jovens entre 18 e 29 anos e também entre as pessoas com menor grau de instrução, formadas apenas no ensino médio. Há também uma diferença de acordo com a inclinação política. Entre as pessoas alinhadas ao Partido Republicano, 39% dizem acreditar na falsa hipótese de o vírus ter sido criado em laboratório. Já entre as pessoas alinhadas ao Partido Democrata, o número é de 21%.

Outro dado alarmante da pesquisa é que quase metade dos americanos (48%) dizem ter visto alguma notícia sobre o coronavírus que pareceu ser totalmente inventada e falsa.

Últimas Notícias

Ver mais
Empresa privada americana tentará pousar na Lua nesta quinta-feira
Ciência

Empresa privada americana tentará pousar na Lua nesta quinta-feira

Há 15 horas

Astrônomos descobrem buraco negro que engole um Sol por dia e é 500 trilhões de vezes mais brilhante
Ciência

Astrônomos descobrem buraco negro que engole um Sol por dia e é 500 trilhões de vezes mais brilhante

Há 18 horas

Terapia contra câncer aprovada nos EUA usa célula do corpo como "droga viva"
Ciência

Terapia contra câncer aprovada nos EUA usa célula do corpo como "droga viva"

Há 21 horas

Empresa privada mostra primeiras imagens transmitidas por sonda que irá pousar na Lua
Ciência

Empresa privada mostra primeiras imagens transmitidas por sonda que irá pousar na Lua

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais