Uso de bicicletas compartilhadas em Londres bate recorde em 2021

Foram registrados 10,9 milhões de aluguéis de bicicletas em 2021, superando o recorde anterior de três anos antes. Mais de 1 milhão de pessoas usaram o serviço e 178.000 novos membros aderiram
 (Carl Court/Getty Images)
(Carl Court/Getty Images)
B
BloombergPublicado em 13/01/2022 às 12:19.

A Transport for London, órgão responsável pelo sistema de transporte na Grande Londres, anunciou o ano mais movimentado do seu programa de aluguel de bicicletas, indicando que mais moradores da capital do Reino Unido estão optando por esse meio para se locomover.

Foram registrados 10,9 milhões de aluguéis de bicicletas em 2021, superando o recorde anterior de três anos antes, disse a Tfl em comunicado na quarta-feira. Mais de 1 milhão de pessoas usaram o serviço e 178.000 novos membros aderiram.

Como muitas grandes cidades globais, Londres luta para equilibrar o incentivo ao uso de bicicletas ecologicamente correto e manter o acesso para os motoristas. Um relatório da empresa de análise Inrix no ano passado sugeriu que o trânsito piorou em 2021, à medida que mais espaço nas vias foi concedido às ciclovias, embora as conclusões tenham sido contestadas por instituições ligadas a ciclistas.

A TfL registrou em setembro seu maior número de aluguéis mensais de bicicletas desde março de 2020, à medida que os trabalhadores retornavam das férias de verão, sugerindo que a volta aos escritórios estava começando a ocorrer antes do surgimento da variante ômicron. O grupo ainda está discutindo um plano de financiamento de longo prazo com o governo para compensar a queda no uso de metrô e ônibus durante a pandemia, embora esses serviços ainda possam se recuperar.

Os níveis de uso de bicicletas cresceram em geral durante a pandemia, disse a TfL, com 27% dos londrinos usando bicicletas em 2021 contra 21% no ano anterior. A participação também aumentou entre as comunidades de minorias étnicas.

Desde maio de 2020, mais de 100 quilômetros de ciclovias novas ou reformadas foram ou estão sendo construídas, a TfL disse, juntamente com dezenas de milhares de metros quadrados de espaço extra nas calçadas.