Casual

Termogênico pode ser um perigo ao coração

Intensificar a prática de exercícios físicos e fazer uso de alimentação balanceada é a receita para manter o peso e a saúde em dia

Doenças do coração: alguns alimentos como gengibre, chá verde e canela são termogênicos naturais e podem ser utilizados com moderação (Getty Images)

Doenças do coração: alguns alimentos como gengibre, chá verde e canela são termogênicos naturais e podem ser utilizados com moderação (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 22 de agosto de 2013 às 14h35.

São Paulo - O inverno é um convite à preguiça. As baixas temperaturas deixam vazios parques e academias, que nessa época do ano perdem a preferência para ambientes mais quentes e aconchegantes. Quando o verão se aproxima há um desejo generalizado de “correr atrás do tempo perdido”. E é aí que mora o perigo.

A fórmula para eliminar o excesso de peso é simples e bastante conhecida. Ingerir calorias em menor quantidade e elevar o gasto calórico por meio da prática de exercícios físicos. Essa é a solução saudável e recomendada. Para alguns um método demorado, o que incentiva a busca por suplementos alimentares termogênicos, que prometem queima de gordura e disposição para a prática de exercícios.

O cardiologista Américo Tângari Jr., do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, alerta para os efeitos colaterais dos termogênicos no coração: “A principal característica dos termogênicos é provocar o aumento da temperatura corporal, acelerando o metabolismo. O organismo, ao tentar diminuir o calor, gasta mais energia. Como consequência, pode haver aceleração dos batimentos cardíacos, pressão alta, insônia, perda total de apetite, irritação e tremor”.

A solução saudável é intensificar a frequência dos exercícios físicos, contando sempre com orientação profissional. Alguns alimentos como gengibre, chá verde e canela são termogênicos naturais e podem ser utilizados com moderação: “Não existe milagre. Acostumar o coração, pulmão e aparelho locomotor à atividade física é um trabalho gradativo e constante”, recomenda Américo Tângari Jr.

Fique atento

- Exercícios físicos não devem causar dor e nem cansaço excessivo. Se ocorrer, melhor interromper a atividade e procurar acompanhamento profissional;
- Nunca utilize medicamentos sem orientação. A perda de sódio e potássio, por exemplo, comum em pessoas que fazem uso de diuréticos, se torna perigosa durante a atividade física intensa. Pode causar arritmias cardíacas perigosas.
- Atividades ao ar livre trazem como benefício uma melhor absorção do cálcio pelo organismo. Prefira o período da manhã, quando os raios solares são menos nocivos para a pele;
- Hidratação é fundamental. Dê preferência à água!
- Consuma alimentos saudáveis e mais leves antes do exercício. Eles serão responsáveis por garantir energia para a prática das atividades.

Acompanhe tudo sobre:DietasDoençasDoenças do coraçãoEmagrecimentoSaúdeSaúde e boa forma

Mais de Casual

Mansão de R$ 19 milhões em SC tem vista de tirar o fôlego; amplie fotos

Secretos, mas nem tanto: conheça bons bares estilo speakeasy em São Paulo

O que a Hering leva para o casamento com o Grupo Azzas 2154

Trem do Pampa: novo passeio no RS oferece paisagens deslumbrantes e degustação de vinho

Mais na Exame