Acompanhe:

Parte 4 de La Casa de Papel estreia com um terço do mundo em casa

A série de língua não-inglesa mais assistida da Netflix terá a 4ª temporada lançada em meio à pandemia do coronavírus; streaming cresceu 31% em março

Modo escuro

Continua após a publicidade
LA CASA DE PAPEL: 34 milhões de contas cadastradas assistiram à parte 3 uma semana após o lançamento | Fotos Divulgação (Facebook/Divulgação)

LA CASA DE PAPEL: 34 milhões de contas cadastradas assistiram à parte 3 uma semana após o lançamento | Fotos Divulgação (Facebook/Divulgação)

R
Redação EXAME

Publicado em 3 de abril de 2020 às, 08h44.

Última atualização em 3 de abril de 2020 às, 11h25.

Um dos maiores acertos da Netflix retorna às telas hoje. Nesta sexta-feira (3), estreia, na plataforma de streaming, a quarta temporada de La Casa de Papel. A Parte 4 da série traz um roteiro que explora a influência dos sentimentos no desenrolar do segundo maior roubo a uma instituição espanhola. Os momentos de tensão, como de costume nas outras temporadas, são constantes, e o grupo, que conta com novos integrantes, precisa lidar com uma traição, além de um inimigo interno.

A continuação da trama chega ao público durante a pandemia do novo coronavírus, que faz com que um terço da população mundial esteja em isolamento em casa buscando atividades para preencher as horas de quarentena. A situação é propícia para a alta audiência da série que já é a produção de língua não-inglesa mais vista da Netflix, e que registrou recordes de visualizações na última temporada. Aproximadamente 34 milhões de contas cadastradas no streaming assistiram à parte 3 apenas uma semana depois de sua estreia, no ano passado.

A série é uma das principais produções da Netflix, que vem apostando cada vez mais em conteúdo próprio desde que a concorrência no streaming tem aumentado com a entrada de gigantes do audiovisual como Disney, Amazon e HBO. O setor é um dos poucos que não apenas não vai sofrer prejuízos com a crise do coronavírus como também será beneficiado com o período de isolamento social e quarentena ao qual estão submetidas cerca de 2,6 bilhões de pessoas no mundo. Isso porque a Netflix faz parte de um grupo de empresas de “ficar em casa”.

 

Só no primeiro trimestre de 2020, o aplicativo de streaming teve mais de 59 milhões de downloads, acima dos rivais YouTube, Amazon Prime e Disney +. A Netflix também ficou em segundo lugar no quesito tempo gasto pelos usuários, atrás apenas do YouTube Kids. E as sessões de streaming de vídeo em dispositivos móveis aumentaram 31% em março. As expectativa é de que os números sigam aumentando.

As projeções de instituições de saúde são de que a pandemia do novo coronavírus chegue ao seu pico global nas próximas semanas, para só então começar a estabilizar, e, por fim, apresentar uma queda. Se as estimativas se concretizarem e as quarentenas ao redor do mundo forem estendidas, tempo não vai faltar para descobrir o desfecho do segundo roubo em La Casa de Papel e ainda maratonar outras séries no streaming.

Últimas Notícias

Ver mais
A HBO Max agora é Max: veja o que muda no conteúdo, preço e plataforma
Pop

A HBO Max agora é Max: veja o que muda no conteúdo, preço e plataforma

Há 11 horas

'Rojst: Milênio' e 'Code 8: Renegados – Parte II': veja o que entra na Netflix essa semana
Pop

'Rojst: Milênio' e 'Code 8: Renegados – Parte II': veja o que entra na Netflix essa semana

Há um dia

Os 5 melhores filmes e séries para maratonar no fim de semana
Casual

Os 5 melhores filmes e séries para maratonar no fim de semana

Há 4 dias

Até R$ 5 milhões por ano: veja os salários de quem trabalha na Netflix
Pop

Até R$ 5 milhões por ano: veja os salários de quem trabalha na Netflix

Há 4 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais