Acompanhe:

Os relógios (baratos) de Jeff Bezos, Bill Gates e Tim Cook

O que os homens mais poderosos do mundo dos negócios usam no pulso? Nem sempre é um Rolex

Modo escuro

Continua após a publicidade
Bill Gates e o Casio Duro: um relógio de 70 dólares (Divulgação/Divulgação)

Bill Gates e o Casio Duro: um relógio de 70 dólares (Divulgação/Divulgação)

I
Ivan Padilla

Publicado em 23 de setembro de 2020 às, 06h30.

Última atualização em 23 de setembro de 2020 às, 13h54.

Aficionados por relógios têm o olhar treinado para o pulso dos demais. A curiosidade aumenta quando os demais são celebridades, políticos e empresários. Que relógios os famosos usam? Veículos de negócios costumam submeter fotos de executivos e empreendedores a sites especializados, como Crown and Cailber, para identificar modelos que mal aparecem sob as mangas dos paletós – ou dos hoodies, os moletons de capuz, no caso do pessoal do Vale do Silício.

Ao contrário do que diria o senso comum, nem sempre se trata de um modelo de alta relojoaria. Mark Zuckerberg, símbolo maior dos empreendedores da nova geração, sequer usa relógio. Pelo menos não nas aparições públicas. Com seus 86 bilhões de dólares na conta, nem mesmo o Patek Philippe Grandmaster Chime fabricado especialmente para um leilão beneficente, vendido por 31 milhões de dólares, representaria uma quantia significativa para ele.

Zuckerberg aplica o mesmo princípio espartano aos carros. Ele costuma andar em um modesto Acura TSX, uma divisão da Honda, e em um Honda Fit. Com relação aos relógios, é uma exceção. A maior parte dos empresários usa relógio, sim. Mas nem sempre é um Rolex.

Bill Gates é visto com um Casio Duro. Ao contrário dos outros modelos da marca, este não tem a tela digital. É chamado de “o relógio de mergulho mais barato do mundo”, ou simplesmente Casio Bill Gates. É um relógio duro na queda, que aguenta todo tipo de pancada e custa apenas 70 dólares.

Jeff Bezos usa um Ulysse Nardin Dual Time. Esse já é um relógio suíço, de movimento mecânico, bem mais caro que o Casio Bill Gates. Tem vidro de safira, pulseira de couro de crocodilo e é vendido no site da marca por 8.300 dólares na versão mais simples.

Jeff Bezos e o Ulysse Nardin Dualtime

Jeff Bezos e o Ulysse Nardin Dualtime: um bom relógio mecânico (Divulgação/Divulgação)

Bezos também já foi visto com um clássico Omega Speedmaster Moonwatch, o modelo que foi à lua no pulso dos tripulantes da Apolo 11. No Brasil, o preço do Moonwatch mais tradicional é de 27 mil reais. São bons relógios, não há dúvida. Mas são também modelos relativamente simples para quem tem uma fortuna estimada em 205 bilhões de dólares na conta.

É fácil adivinhar qual o modelo usado por Tim Cook, da Apple. Acertou quem disse que é um Apple Watch, simplesmente o relógio mais vendido do mundo. A marca não divulga números, mas uma estimativa da Strategy Analitcs aponta que foram comercializadas cerca de 31 milhões de unidades dessa linha em 2019, um crescimento de 36% em relação ao ano passado. No mesmo período, toda a indústria relojoeira suíça vendeu 21 milhões de unidades.

Tim Cook e o Apple Watch

Tim Cook e o Apple Watch: o relógio mais vendido do mundo (Divulgação/Divulgação)

É o mesmo motivo que leva Bernard Arnault, o bilionário francês dono do grupo LVMH, a posar com o TAG Heuer Connected, o smartwatch da marca suíça – que pertence ao conglomerado de luxo, cabe lembrar. E mais: seu filho, Frédéric, é o CEO da TAG Heuer. Algumas relojoarias de luxo, das quais também se destaca a Montblanc, tem investido em relógios inteligentes para tentar abocanhar um pedaço desse filão da Apple.

Elon Musk, o sul-africano que está revolucionando os mercados automotivos e de passeio espacial, é um apreciador de máquinas em geral. A Space X lançou junto com a TAG Heuer uma edição limitada da linha Carrera Calibre 1887 SpaceX Chronograph. Musk às vezes é visto com esse relógio no pulso.

Já o fundador da Oracle Larry Ellison é um apreciador da alta relojoaria e costuma ser flagrado com modelos da Panerai e da Richard Mille.

Talvez o primeiro empreendedor a chamar a atenção com um relógio no pulso tenha sido Steve Jobs. Uma foto tirada em sua casa, na Califórnia, em 1984, mostra o lendário fundador da Apple com um Macintosh no colo e um Seiko no pulso. O relógio original foi vendido em um leilão por 42 mil dólares.

A marca japonesa, oportunamente, aproveitou a fama e lançou três anos atrás uma edição limitada Steve Jobs em parceria com a empresa de design Nano Universe. Ainda assim, é um modelo bastante acessível. No ebay é possível encontrar unidades à venda por 3 mil reais. Algo bem distante de um Rolex.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

 

Últimas Notícias

Ver mais
Para além dos ponteiros: conheça os vencedores dos Prêmios Rolex de Empreendedorismo 2023
Casual

Para além dos ponteiros: conheça os vencedores dos Prêmios Rolex de Empreendedorismo 2023

Há 15 horas

Encontro com presidente, LG e startups: o que Zuckerberg foi fazer na Coreia do Sul
Tecnologia

Encontro com presidente, LG e startups: o que Zuckerberg foi fazer na Coreia do Sul

Há 23 horas

Apple rejeita relatório sobre uso transparente da inteligência artificial
Tecnologia

Apple rejeita relatório sobre uso transparente da inteligência artificial

Há um dia

Como parceria entre SpaceX e Bahamas pode impulsionar e transformar o turismo espacial mundial
Um conteúdo Bússola

Como parceria entre SpaceX e Bahamas pode impulsionar e transformar o turismo espacial mundial

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais