Casual

O relógio da Montblanc que pode mergulhar a 4.810 metros de profundidade

O modelo feito para condições extremas faz parte coleção Iced Sea e é um dos destaques da marca no salão Watches & Wonders, em Genebra

Iced Sea 0 Oxygen Deep 4810 da Montblanc: evolução da coleção lançada em 2022 (Montblanc/Divulgação)

Iced Sea 0 Oxygen Deep 4810 da Montblanc: evolução da coleção lançada em 2022 (Montblanc/Divulgação)

Ivan Padilla
Ivan Padilla

Editor de Casual e Especiais

Publicado em 9 de abril de 2024 às 06h00.

GENEBRA. Fazer um relógio capaz de aguentar a pressão de 4.810 metros de profundidade no mar é um feito para poucas manufaturas. A escolha desse número exato traz ainda uma outra mensagem: a de que somente uma marca com muita história poderia lançar essa novidade.

O Iced Sea 0 Oxygen Deep 4810 é um dos principais lançamentos da Montblanc no salão Watches & Wonders, que acontece em Genebra entre 9 e 13 de abril. O número está conectado à história da marca e dá nome a uma série de produtos, por uma razão simples: essa é a altura do Mont Blanc.

Neste modelo, o número inverte a altura da montanha para fazer a conexão do mundo do alpinismo às profundezas dos glaciares. Esse é o espírito da coleção Montblanc Iced Sea, com seus mostradores congelados, lançada em 2022 – e agora com limites expandidos.

Inspirado nas geleiras do Mont Blanc

O relógio foi criado para funcionar em condições extremas. Está alojado em uma caixa de titânio de 43 milímetros, com um escudo que protege a coroa aparafusada. O fundo vem adornado com uma gravação 3D da vista que os mergulhadores têm quando mergulham debaixo do gelo.

Como acontece com os demais relógios Iced Sea, o mostrador do Montblanc Iced Sea 0 Oxygen Deep 4810 foi inspirado no gelo de uma das maiores geleiras da montanha Mont Blanc, o Mer de Glace. O desenho foi obtido com uma técnica criativa chama-se gratté-boisé, que leva quatro vezes mais tempo para ficar pronta do que um mostrador normal.

A cor azul é acentuada com um efeito sfumato e retrata o tom do gelo encontrado nas profundezas do mar. Como o relógio precisa ser visível em todas as condições, a Montblanc incorporou Super-LumiNova® branca nos ponteiros, índices e um ponto às 12 horas, que brilham em um tom luminescente de azul em condições de pouca luz.

Cinco dias de reserva de marcha

O Montblanc Iced Sea 0 Oxygen Deep 4810 junta-se à série de relógios “Zero Oxigênio” da maison. Zero oxigênio dentro da caixa não apenas elimina o embaçamento, que pode ocorrer com mudanças drásticas de temperatura, mas também evita a oxidação.

O movimento é de fabricação Montblanc automático MB 29.29 com certificação COSC e cinco dias de reserva de marcha. A pulseira de borracha preta é intercambiável e pode ser facilmente ajustada diretamente no pulso, mesmo com roupa de Neoprene.

O modelo foi produzido em conformidade com a norma ISO 6425 e com a bateria de testes do Laboratório Montblanc. O Montblanc Iced Sea 0 Oxygen Deep 4810 é um dos destaques do ano da maison – mas não o único. Confira a seguir os outros lançamentos da marca em Genebra.

1858 Unveiled Minerva Monopusher Chronograph

A nova edição limitada desse cronógrafo monopusher traz cinco aberturas na lateral da caixa, permitindo efeitos de jogos de luz no movimento de corda com acabamento manual. Dessa forma pode-se admirar os 291 componentes do calibre de forma sempre diferente.

E que calibre. O novo movimento é o MB M17.26, com reserva de marcha de 50 horas.  Quem conhece a fundo relojoaria vai notar a ponte do cronógrafo no topo do movimento, um design específico patenteado em 1912.

Quem apenas aprecia um belo relógio vai se impressionar com as placas e pontes de prata alemã coloridas em azul, um contraste com o resto do movimento, mas que combinacom o tom da pulseira de couro azul sfumato.

Esta nova edição limitada em 100 peças vem em uma caixa de 43 milímetros em aço inoxidável e bisel canelado em ouro branco, inspirado no primeiro bisel canelado da Minerva, de 1927.

Destaque para a distinta flecha Minerva e a ponte em forma de “V” da maison. A Minerva foi fundada em 1858 no vale suíço de Villeret, no Jura. É especializada em cronógrafos e contadores esportivos e foi comprada pela Montblanc em 2006. Como a marca gosta de ressaltar, Montblanc é Minerva, Minerva é Montblanc.

1858 Unveiled Minerva Monopusher Chronograph

1858 Unveiled Minerva Monopusher Chronograph: inspiração na manufatura Minerva (Montblanc/Divulgação)

Montblanc Iced Sea Automatic Date

A coleção Montblanc Iced Sea Automatic Date, lançada em 2022, chamou a atenção com seus mostradores inspirados no gelo glacial do Mer de Glace, no maciço do Mont-Blanc. Este ano, a Montblanc apresenta dois novos modelos, um em tom bronze com mostrador preto e padrão glacial e uma versão em aço inoxidável com um novo mostrador com padrão glacial em tom burgundy, ou bordô.

O Montblanc Iced Sea Automatic Date Bronze-tone Edition combina um mostrador preto com padrão glacial com uma caixa em tom bronze quente. A caixa de 41 milímetros é de alumínio cupro, uma liga especial que é uma vez e meia mais resistente que o bronze e resistente à corrosão e à ferrugem.

O modelo vem com bisel de alumínio unidirecional bicolor, um novo logotipo Montblanc Iced Sea inspirado em um selo de exportação vintage Minerva e uma gravação 3D no fundo da caixa de titânio com revestimento em tom de bronze que apresenta um mergulhador maior. Vem com uma pulseira de borracha preta intercambiável com contorno marrom.

Já a versão Burgundy foi inspirada na cor vermelha profunda do sol da tarde que atinge a geleira. Este modelo possui bisel unidirecional de cerâmica preta e uma pulseira intercambiável de aço inoxidável ajustável no pulso, para que cada proprietário possa encontrar o ajuste perfeito.

O movimento automático MB 24.17/SW200 tem reserva de marcha de 38 horas. O relógio tem resistência de 300 metros de profundidade. É certificado pelo Laboratório de Teste Montblanc e conta com ponteiros com Super-LumiNova.

Montblanc Iced Sea Automatic Date Bronze-tone Edition

Montblanc Iced Sea Automatic Date: tom bronze quente (Montblanc/Divulgação)

Montblanc 1858 Geosphere 0 Oxygen CARBO2

Os relógios da coleção Montblanc 1858 foram pensados como ferramenta para a prática do montanhismo, com inspiração nos lendários relógios de bolso e cronógrafos Minerva das décadas de 1920 e 1930, originalmente concebidos para uso militar. Agora, a Montblanc une o conceito da linha com a inovação do zero oxigênio.

O mais recente relógio 1858 Geosphere traz um novo material da caixa criado a partir de um processo pioneiro que captura CO2 da produção de biogás e resíduos minerais produzidos por fábricas de reciclagem. O pó obtido, contendo CO2 – CACO3 – é então combinado com fibra de carbono ultraleve e resistente.

Juntos, esses compostos criam um material compósito inovador, o CARBO2, que é moldado na forma de uma caixa intermediária de relógio. O material traz um aspecto tecnológico para a caixa, com uma estética gráfica em tons escuros, dependendo da mistura.

A caixa de 43,5 milímetros em titânio e CARBO2 vem com um contorno gravado da montanha Mont Blanc na lateral, em azul luminoso, que apenas o usuário do relógio pode ver. Uma imagem da montanha Mont Blanc também adorna o fundo, criado com técnica laser.

O zero oxigênio dentro da caixa não apenas elimina o embaçamento, que pode ocorrer com mudanças drásticas de temperatura em altitude, mas também evita a oxidação. Cada relógio com zero oxigênio vem com um certificado como prova dessa tecnologia.

O relógio é movido pelo movimento automático MB 29.25 com a complicação do horário mundial da manufatura Montblanc, que inclui os globos giratórios dos hemisférios Norte e Sul com linhas azuis do meridiano de Greenwich e 14 pontos para cada um dos picos de 8.000 m. A reserva de marcha é de 42 horas.

Montblanc 1858 Geosphere 0 Oxygen CARBO2

Montblanc 1858 Geosphere 0 Oxygen CARBO2: material de caixa inovador (Montblanc/Divulgação)

A peça também exibe uma indicação de dia e noite, uma escala de 24 horas, exibição de hora dupla e uma data. O relógio vem com bisel canelado bidirecional feito de cerâmica e titânio com pontos cardeais luminescentes azuis e uma junta azul sob o cristal de safira.

O mostrador preto com padrão de geleira sfumato captura a textura do gelo glacial com sua rede de cristais interligados que foram congelados no tempo há milênios. O Montblanc 1858 Geosphere 0 Oxygen CARBO2 é limitado a 1969 peças, como uma homenagem ao ano em que o Montblanc Mark Maker Reinhold Messner fez a primeira subida solo de Les Droites, a face norte do maciço do Mont-Blanc. Histórias, como se vê, não faltam na concepção dessa peça de colecionador.

Acompanhe tudo sobre:MontblancRelógiosWatches & WondersSuíça

Mais de Casual

CCBB Rio terá 1ª Mostra de Cinema Haitiano no Brasil

Organizador de Cannes elogia 'volta' do cinema brasileiro

Qual o destino de neve preferido dos brasileiros? Dois hotéis de luxo sabem a resposta

Com modelo de franquia, Evino quer chegar ao fim do ano com 30 lojas no país

Mais na Exame