Casual

Global Center, o maior edifício do mundo, está na China

Seu projeto, de 200 mil metros quadrados, tem o tamanho de 25 campos de futebol, e sua forma pode ser vista de vários quilômetros de distância


	Global Center: o edifício fica no moderno distrito de arranha-céus do sul de Chengdu, capital da província interior chinesa de Sichuan
 (Taylor Weidman/Getty Images)

Global Center: o edifício fica no moderno distrito de arranha-céus do sul de Chengdu, capital da província interior chinesa de Sichuan (Taylor Weidman/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 25 de julho de 2016 às 13h11.

Chengdu - Dois shoppings, um parque de atrações, um hotel, uma universidade, uma pista patinação... tudo isso cabe no Global Center, o maior edifício do mundo, situado quase no centro geográfico da China e que mostra a paixão do país oriental pela construção em grande estilo.

Com 1,7 milhão de metros quadrados (somando os de todos os andares), o prédio é a construção com mais superfície utilizada do mundo, superando inclusive o aeroportos de Dubai e de Pequim, que também estão nas listas de grandes edificações do planeta.

Seu projeto, de 200 mil metros quadrados, o sétimo maior do mundo, tem o tamanho de 25 campos de futebol, e sua forma de cubo coroado por um teto ondulado pode ser vista de vários quilômetros de distância.

O edifício foi inaugurado em 2013, mas sem a grande festa que o país apaixonado por recordes costuma dedicar às inaugurações de grandes infraestruturas.

Isso é explicado porque o magnata que teve a ideia de construir o Global Center e que o financiou, o empresário local Deng Hong, foi detido sob acusações de suposta corrupção.

Com 500 metros de largura e 400 de comprimento, o edifício aparenta ser baixo apesar de seus 100 metros de altura, que equivaleriam aos de um edifício de mais de 30 andares.

O Global Center fica no moderno distrito de arranha-céus do sul de Chengdu, capital da província interior chinesa de Sichuan, conhecida por ser o habitat dos ursos panda e pelos graves terremotos que sofre periodicamente.

Os riscos sismológicos da região não parecem causar temor entre os desenvolvedores urbanísticos da capital provincial, que em apenas uma década transformaram a parte meridional da cidade em um distrito de arranha-céus e luzes de neon que não deixam nada a desejar com relação às metrópoles próximas como Xangai e Hong Kong.

O maior edifício do mundo por andar com 518 mil metros quadrados é o mercado de flores de Alsmeer, na Holanda, e por volume (13,3 milhões de metros cúbicos) o recorde é da fábrica de montagem de aviões da Boeing em Everett (no estado de Washington, noroeste dos EUA). EFE

Mais de Casual

Coco Leve: conheça o gelo saborizado que 'nunca derrete' feito para drinques com gim

Expertise em reserva de energia: Panerai apresenta novo modelo da Luminor Coleção Complicazioni

Filme argentino 'Simón de la montaña' vence prêmio da Semana da Crítica em Cannes

Hora do almoço: 8 menus executivos por até R$ 80 no bairro de Pinheiros, em SP

Mais na Exame