Casual

Costanza Pascolato: 80 anos de elegância

Costanza Pascolato se mantém como uma das principais referências de estilo no Brasil

Costanza Pascolato: novo livro, "A Elegância do Agora" (Divulgação/Divulgação)

Costanza Pascolato: novo livro, "A Elegância do Agora" (Divulgação/Divulgação)

Guilherme Dearo

Guilherme Dearo

Publicado em 23 de setembro de 2019 às 12h00.

Veio o fast fashion, chegaram as blogueiras, a crise contaminou a moda… e Costanza Pascolato se manteve como uma das principais referências de estilo no Brasil

Nascida na Itália durante a Segunda Guerra Mundial, ela assistiu à reconstrução da Europa e ao processo de industrialização no Brasil, país que sua família adotou quando tinha 5 anos de idade. Testemunhou o nascimento do prêt-à-porter e incontáveis reviravoltas no mundo da moda, como o advento do fast fashion, das blogueiras e das influenciadoras.

E, aos 80 anos, completados no dia 19 de setembro, Costanza Pascolato se mantém como uma das principais referências de estilo no país. Adequada aos tempos atuais - ela própria tem mais de 600 mil seguidores no Instagram.

O aniversário foi marcado pelo lançamento de “A elegância do agora”, seu quinto livro, publicado pela Editora Tordesilhas. Nele a empresária e consultora de moda, que ganhou projeção no jornalismo de moda nos anos 1970, nas revistas femininas da Abril, rememora sua trajetória e dá dicas de comportamento e estilo. Uma delas? “Até os 60 você é jovem, depois fica adulta”.

Mais uma: “Siga sua personalidade, quem sabe se individualizar é quase uma revolucionária nos dias de hoje”. A obra foi escrita a partir de um depoimento dado à jornalista Isa Pessoa e tem fotos de Bob Wolfenson.

Costanza Pascolato: novo livro, "A Elegância do Agora"

Costanza Pascolato: novo livro, "A Elegância do Agora" (Divulgação/Divulgação)

Acompanhe tudo sobre:EstilistasLivrosLuxoModa

Mais de Casual

O supercarro português de luxo que chega ao mercado por R$ 9 milhões

Dia Nacional do Coquetel: 9 drinques clássicos revisitados para provar em São Paulo

Dia Mundial do Uísque: sete bares com drinques autorais para aproveitar a data em São Paulo

Um por mês e sem hora para acabar. Pesquisa mostra como é o churrasco do brasileiro

Mais na Exame