CEO da Adidas prevê moda casual no retorno aos escritórios

Tendência pode sustentar o boom na demanda por tênis e roupas esportivas que beneficiou a Adidas e rivais, incluindo a Nike e a Puma, no ano passado

O diretor executivo da Adidas, Kasper Rorsted, ainda não sabe quanto tempo mais os seus funcionários continuarão trabalhando em casa nos próximos anos, mas ele tem certeza de que profissionais de outras empresas começarão a se vestir mais como a sua equipe de roupas esportivas.

“Vai ser muito difícil persuadir as pessoas que estão sentadas em casa com chinelos e macacão de corrida a calçar sapatos marrons e um terno normal”, disse o CEO da empresa alemã.

Rorsted prevê que a tendência mundial ao retornar aos escritórios -- independente do tamanho -- acelerará a aceitação de roupas mais casuais no mundo corporativo. Isso pode sustentar o boom na demanda por tênis e roupas esportivas que beneficiou a Adidas e rivais, incluindo a Nike e a Puma, no ano passado.

Um maior enfoque na saúde pública -- e as pessoas ansiosas para deixar suas casas após meses em isolamento -- deve impulsionar a venda de tênis de corrida e equipamentos de caminhada a longo prazo, segundo o CEO. “Pode haver uma ligeira desaceleração na venda de sandálias, mas no panorama geral, isso será minúsculo”, disse ele.

E quanto à equipe da Adidas, que já tinha alguma liberdade para trabalhar em casa antes da pandemia? A equipe dos EUA ainda está em home-office atualmente, assim como os funcionários na Europa. Na China, todos retornaram ao escritório. As decisões dependerão das condições e medidas de segurança locais, afirmou o CEO.

“A questão é: é melhor trabalhar de casa?”, questionou. “Vamos discutir com nossos funcionários durante o segundo semestre e no início do próximo ano para descobrir qual é a solução certa a longo prazo.”

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também