Carreira

Veja por que estas empresas são as preferidas de pais e mães que trabalham

Pesquisa feita nos Estados Unidos mostra quais políticas as empresas devem adotar para garantir mais qualidade de vida a pais e mães na quarentena

Flexibilidade, oferecimento de cuidados para as crianças e apoio da comunidade do trabalho é o que faz a diferença (Halfpoint Images/Getty Images)

Flexibilidade, oferecimento de cuidados para as crianças e apoio da comunidade do trabalho é o que faz a diferença (Halfpoint Images/Getty Images)

Victor Sena

Victor Sena

Publicado em 3 de dezembro de 2020 às 13h22.

Última atualização em 3 de dezembro de 2020 às 15h31.

Com a pandemia, e a forte adoção do home office, as crianças acabaram "invadindo" a rotina profissional de pais e mães que trabalham fora. Apesar das vantagens, o trabalho remoto tem imposto um preço alto aos pais que trabalham, principalmente às mães. 28% delas têm risco alto de sofrer de burnout nos Estados Unidos, de acordo com a pesquisa Parents At Best Workplaces 2020.

A profissão mais valorizada na pandemia? Vire um “dev” com o curso de data science e Python da EXAME.

O levantamento, que aponta o papel das empresas em garantir mais qualidade de vida a esses profissionais, também mostra que as organizações com boas políticas para pais e mães ganham fortes pontos na imagem, além de ter rotatividade menor.

Nessas empresas, 92% dos pesquisados afirmam que recomendariam a empresa para amigos e familiares. Em outras companhias, sem essas políticas, o número cai para 84%.

A pesquisa, feita em mais 1.200 companhias dos Estados Unidos, colocou nos três primeiros lugares as gigantes Cisco, a rede de hotéis Hilton e a Comcast. Outras empresas de destaque também são o Bank Of America, Adobe e Deloitte.

Mas qual é o segredo por trás disso? Flexibilidade, oferecimento de cuidados para as crianças e apoio da comunidade do trabalho é o que faz a diferença. Veja os pontos destacados pela pesquisa:

Suporte acadêmico

As empresas do ranking apoiam a educação das crianças com tutores, referências,

treinadores universitários e até assistência com o dever de casa.

Workshops

No que se refere aos pais, as boas empresas para se trabalhar oferecem informações, cursos e workshops sobre temas relacionados à paternidade.

Suporte à criança

Ajudar com os cuidados infantis, aumentando as opções para além do conhecido auxílio-creche é outra política de sucesso dessas empresas. 

Ajudar nas questões financeiras

Outra ajuda que faz a diferença para pais e mães é a segurança financeira. Antecipação de bônus é uma das formas de ajudar.

Apoio à saúde mental

Treinamentos virtuais de bem-estar, sessões de aconselhamento remoto e palestrantes especialistas em bem-estar e saúde mental são alguns dos projetos em comum em que está à frente no ranking.

Flexibilidade

Aumentar e expandir a flexibilidade, particularmente oferecendo mais tempo livre e opções de agendamento.

 

Acompanhe tudo sobre:Ambiente de trabalhoEstados Unidos (EUA)Licença-maternidadeMulheres

Mais de Carreira

Elon Musk terá pacote salarial de US$ 56 bilhões; veja quanto ganham outros CEOs

Faculdade EXAME oferece bolsa integral para graduação em Ciências de Dados e Inteligência Artificial

O benefício número 1 que mantém as pessoas felizes no trabalho, segundo executiva da Finlândia

Qual a diferença entre hard skills e soft skills?

Mais na Exame