Carreira
Acompanhe:

Sênior com apenas 5 anos de experiência: conheça área que oferece crescimento acelerado de carreira

Profissionais mais buscados pelas empresas em 2023 demoram metade do tempo tradicional do mercado para atingir a senioridade e conquistar altos salários

Gerente de Produtos: área foi apontada pela PageGroup como uma das que mais demandaram novos profissionais no ano passado (SDI Productions/Getty Images)

Gerente de Produtos: área foi apontada pela PageGroup como uma das que mais demandaram novos profissionais no ano passado (SDI Productions/Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 12 de janeiro de 2023, 17h39.

No mercado de trabalho, para assumir um cargo como sênior um profissional precisa ter, geralmente, mais de 10 anos de experiência em uma determinada área. Apesar de não ser uma regra absoluta, esse período médio é um consenso entre especialistas, além de ser citado em artigos de empresas de recrutamento e seleção, como a Gupy e Vagas.com. 

No entanto, há uma carreira que foge à regra e na qual os profissionais atingem o nível de senioridade na metade do tempo médio do mercado. Uma pesquisa feita pela edtech Tera em parceria com a Mindminers em 2022 indica que hoje, mesmo com menos de cinco anos de experiência, mais da metade (54,2%) dos Profissionais de Produtos já ocupa posições em nível intermediário de senioridade

Ou seja, a carreira de Gerente de Produtos oferece uma oportunidade de crescimento e desenvolvimento profissional acelerados. 

Quer aproveitar a oportunidade da década e se tornar um Gerente de Produtos? Participe de treinamento online e gratuito sobre a profissão

Profissão do Futuro

O relatório da Tera e da Mindminers também aponta o Gerente de Produtos como um dos profissionais do futuro. Essa classificação pode ser explicada pela alta demanda por profissionais do setor e pela revolução digital que a área vem passando. 

Apesar de os gerentes de produtos existirem há anos – pense em todos os produtos que você já comprou –, as novas tecnologias e ferramentas digitais mudaram a relação das pessoas e das empresas com os produtos e serviços. Por isso, o especialista que consegue integrar os produtos da empresas ao digital ou criar novos produtos digitais tem sido cada vez mais requisitado. 

A área foi apontada pela PageGroup como uma das que mais demandaram novos profissionais no ano passado. São milhares de vagas disponíveis no Brasil para este cargo em sites como LinkedIn, Vagas.com e Glassdoor. 

(LinkedIn/Reprodução)

Outro atrativo de destaque para a carreira de Gerente de Produtos é o fato de que não é necessária formação em nenhuma área específica. A carreira é aberta para graduados de diversos setores diferentes. Quase 70% dos gerentes de produtos que participaram da pesquisa da Tera e da Mindminers, inclusive, começaram suas carreiras em outras áreas. 

Além de crescimento acelerado e grande oferta de vagas, os gerentes de produtos contam também com uma boa remuneração. De acordo com o Guia Salarial da consultoria Robert Half para 2023, um gerente de produtos pode ganhar de R$ 11.500 a R$ 20.400 por mês, a depender do seu nível de senioridade e do tamanho da empresa. 

(Guia Salaria 2023 Robert Half/Reprodução)

Já o Gerente de Produtos Digitais tem um intervalo de remuneração entre R$ 13.850 e R$ 24.500, considerando os mesmos critérios.

(Guia Salaria 2023 Robert Half/Reprodução)

Conteúdo gratuito: com direito a certificado, EXAME lança série de 4 aulas para quem deseja ingressar na área de produtos. Clique aqui para participar!

O que faz um Gerente de Produtos?

O profissional Gerente de Produto é responsável por definir diretrizes e acompanhar o cumprimento delas durante o processo de desenvolvimento de produtos. Os participantes da pesquisa apontam que as habilidades mais importantes para o cargo são análise de dados e métricas (62,7%), priorização de entregas e atividades (53,8%) e capacidade de escalar produtos e processos (45,6%).

Na prática, o dia a dia de um gerente de produtos, é preenchido com funções como:

  • Entender as necessidades do usuário e traduzi-las para o produto;
  • Criar soluções que inovem e tragam lucro para a empresa;
  • Mapear o mercado no qual o negócio está inserido em busca de novas ideias;
  • Intermediar debates entre as partes envolvidas (marketing, design, customer experience...) no processo do desenvolvimento de um produto;
  • Verificar constantemente as funções e recursos do produto em busca de otimizações. 

Quer saber mais sobre a área de produtos (e como ela pode beneficiar a sua carreira)? Conheça a série Gerente de Produto: Profissional da Década – um treinamento virtual e gratuito sobre o assunto.

QUERO ME TORNAR “O PROFISSIONAL DA DÉCADA”!