Acompanhe:
seloCarreira

Quando posso faltar no trabalho sem precisar entregar atestado médico?

Entenda como a pandemia da Covid-19 mudou as regras para o afastamento de funcionários doentes

Modo escuro

Continua após a publicidade
Falta com atestado: toda ausência do empregado ao serviço por motivo de saúde deve ser justificada (PeopleImages/Getty Images)

Falta com atestado: toda ausência do empregado ao serviço por motivo de saúde deve ser justificada (PeopleImages/Getty Images)

M
Marcelo Mascaro, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista

Publicado em 28 de abril de 2021 às, 14h22.

Como regra, a ausência do empregado ao serviço por motivos de saúde deve ser justificada perante o empregador com a apresentação de um atestado médico. Além disso, não é qualquer atestado que pode ser utilizado para esse propósito.

A lei estabelece uma ordem prioritária de qual profissional deve emitir o documento ao trabalhador. Nesse sentido, o atestado deve ser elaborado por médico da empresa ou de convênio mantido por ela. Somente se o empregador não dispuser desse profissional ou não mantiver convênio, o atestado poderá ser emitido por médico do SUS ou particular da escolha do empregado.

Essa regra prevista na lei, porém, pode ser alterada em benefício do empregado por convenção ou acordo coletivo ou, também, por normas internas da empresa, que podem, por exemplo, permitir a apresentação de atestado de médico particular mesmo havendo profissional da empresa ou de convênio mantido por ela.

Assim, toda ausência do empregado ao serviço por motivo de saúde deve ser justificada mediante a apresentação de atestado médico. Caso isso não ocorra, o trabalhador terá descontado o dia não trabalhado, perderá o descanso semanal remunerada correspondente e, se a situação se tornar habitual, poderá ser dispensado por justa causa.

Recentemente, porém, em razão da pandemia da Covid-19, a lei passou a prever uma exceção para a obrigatoriedade de se apresentar atestado médico.

Com a nova regra, durante o período de emergência na saúde pública devido à Covid-19, se houver imposição de isolamento, o empregado que se ausentar por doença (relacionada ou não à pandemia) não necessitará apresentar nenhum tipo de atestado médico, desde que a ausência não supere sete dias.

Já se ultrapassados os sete primeiros dias de afastamento, será necessária comprovação de sua necessidade, que poderá ser feita por atestado médico, documento emitido pelo SUS ou documento eletrônico regulamentado pelo Ministério da Saúde.

Ressalta-se, contudo, que essa exceção se aplica apenas enquanto perdurar o período de emergência provocado pela atual pandemia e desde que haja imposição de isolamento pelas autoridades.

Buscando mais oportunidades de carreira? Invista melhor o seu tempo e assine a Exame.

Últimas Notícias

Ver mais
Quais são os 10 requisitos mais exigidos na hora de contratar estagiários?
seloCarreira

Quais são os 10 requisitos mais exigidos na hora de contratar estagiários?

Há 5 horas

Três coisas que você nunca deve fazer no trabalho, segundo uma especialista em RH
seloCarreira

Três coisas que você nunca deve fazer no trabalho, segundo uma especialista em RH

Há 7 horas

Aviso Prévio: o que é, como funciona e principais tipos
seloCarreira

Aviso Prévio: o que é, como funciona e principais tipos

Há 7 horas

Concurso Caixa: edital é divulgado nesta quinta com mais de 4 mil vagas e salários de até R$ 14 mil
seloCarreira

Concurso Caixa: edital é divulgado nesta quinta com mais de 4 mil vagas

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais