Acompanhe:
seloCarreira

O efeito rebote nas amizades em ambientes profissionais

Entenda como a boa convivência com pessoas do time pode gerar exaustão e desgaste emocional

Modo escuro

Continua após a publicidade
Segundo o Instituto Gallup, amizades exigem manutenção constante e, por isso, são capazes de fazer com que um dia de trabalho possa ser mais longo (foto/Thinkstock)

Segundo o Instituto Gallup, amizades exigem manutenção constante e, por isso, são capazes de fazer com que um dia de trabalho possa ser mais longo (foto/Thinkstock)

A
Academia do Universitário

Publicado em 23 de dezembro de 2022 às, 10h34.

A boa convivência no ambiente profissional incentiva a comunicação assertiva e o trabalho em equipe do time, segundo especialistas do Instituto Gallup, empresa internacional de consultoria e Recursos Humanos. A conexão entre membros de uma equipe é capaz de facilitar a abertura para assuntos delicados e, até mesmo, para dúvidas pontuais que influenciam nas entregas do trabalho.

De forma geral, esse estilo de relação interpessoal é bastante valorizado. De acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma Comparably, mais da metade dos colaboradores entrevistados afirmava ter um "melhor amigo" na empresa, com destaque para profissionais da gestão (66%) e de RH (65%). Além das amizades mais próximas, outros levantamentos estudam também relações mais distantes, como o produzido pela Olivet Nazarene University, que trouxe resultados expressivos em relação ao assunto.

Conforme dados publicados pela universidade estadunidense, 82% das pessoas afirma ter algum tipo de amizade dentro do espaço profissional. Contudo, além dos pontos positivos desse tipo de relacionamento, como um ambiente de trabalho saudável, é preciso dar atenção a reações negativas atreladas a estes costumes.

Amizades exigem manutenção constante e, por isso, são capazes de fazer com que um dia de trabalho possa ser mais longo, segundo o Instituto Gallup. A pesquisa mostra que o profissional, além de precisar se dedicar para suas entregas, precisaria também esforçar-se, em paralelo, para manter laços pessoais fortes. Essa cobrança indireta é a principal responsável pela exaustão e pelo desgaste emocional daqueles que mantêm um contato muito próximo com o time da empresa.

Para entender ainda mais sobre a linha tênue entre amizades profissionais como um ponto positivo e como um tópico que precisa de atenção, receba insights sobre o assunto e confira detalhes do tema no vídeo com Diego Cidade, CEO da Academia do Universitário, na coluna "A Nova Geração do RH".

Últimas Notícias

Ver mais
O trabalho home office pode prejudicar o aprendizado no trabalho?
seloCarreira

O trabalho home office pode prejudicar o aprendizado no trabalho?

Há 5 horas

Síndrome do Avestruz: por que evitar os problemas do trabalho pode ser perigoso para sua carreira
seloCarreira

Síndrome do Avestruz: por que evitar os problemas do trabalho pode ser perigoso para sua carreira

Há 2 dias

A decisão de carreira mais inteligente a ser tomada aos 20 anos, segundo CEO
seloCarreira

A decisão de carreira mais inteligente a ser tomada aos 20 anos, segundo CEO

Há 2 dias

As três dicas de Bill Gates para ter sucesso (e equilíbrio) na vida profissional
seloCarreira

As três dicas de Bill Gates para ter sucesso (e equilíbrio) na vida profissional

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais