Carreira

Nova economia: o que é e como se destacar como líder

Entenda as novas competências dos profissionais que vão liderar a transformação das empresas na nova economia

Nova liderança: o líder precisa assumir um papel diferente que o do passado (PM Images/Getty Images)

Nova liderança: o líder precisa assumir um papel diferente que o do passado (PM Images/Getty Images)

Luísa Granato

Luísa Granato

Publicado em 2 de agosto de 2021 às 08h00.

Última atualização em 3 de agosto de 2021 às 19h23.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Se é essa a frase que vem a sua mente ao pensar sobre liderança, chegou a hora de virar a página e entender que até os líderes precisam se adaptar às mudanças da nova economia.

Com a mudança das empresas para a economia digital e de inovação, a figura do empreendedor se torna mais forte do que a dos empresários tradicionais. Para ter um negócio inovador, o líder precisa assumir um papel diferente que o do passado.

O que é a nova economia?

Diego Barreto, vice-presidente de Finanças e de Estratégia do iFood e autor do livro “Nova Economia - Entenda por que o perfil empreendedor está engolindo o empresário tradicional brasileiro” resume a nova economia a:

"A tendência reúne empresas tradicionais e startups que formam ecossistemas, permitindo uma nova fase de desenvolvimento do país".

Para ele, é muito fácil ver a mudança. Basta observar o perfil das empresas que surgiram do nada na última década. Para citar algumas: iFood, Creditas, Nubank, Loggi, PicPay.

As empresas novas – e as que passam pela transformação digital para entrar na nova economia -- têm algumas características centrais:

  • O usuário é central para a estratégia
  • Os dados são a base para construir produtos e serviços
  • Entrega para as pessoas novos modelos de negócios

Não existe certo ou errado, melhor ou pior. A nova economia se caracteriza por mudanças aceleradas pela tecnologia disponível e sendo desenvolvida.

“Temos que entender o seguinte: sempre existe uma velha e uma nova economia. E esse ciclo muda, a economia passa por uma mudança radical, toda vez que o mundo tem uma grande acumulação de novas tecnologias que conseguem ser massificadas”, diz.

Novo consumidor

No passado, as empresas desenvolviam produtos e serviços com base em suas capacidades produtivas, hoje, as empresas focam nas pessoas e suas necessidades e desejos. A tecnologia promoveu uma mudança de comportamento nas pessoas, exigindo mudanças também das empresas. E obviamente que tudo isso também exige uma mudança na liderança.

As empresas deixam para trás a lógica de manufatura e começam a tomar decisões pensando nos desejos do consumidor.

O que é a nova liderança?

Com as novas empresas que entram no ecossistema de negócios, Barreto destaca que a mentalidade do empreendedor começa a prevalecer.

“O empresário gerencia a perpetuação da empresa, não é necessariamente o dono das grandes ideias. A nova economia tem o empreendedor, que tem a cabeça de buscar novas ideias, algo que faça sentido para o mundo moderno. E não estou falando só de startups, pode ser qualquer empresa. O Magalu é um exemplo disso, ou o BTG Pactual. São empresas de décadas em que vemos que a liderança tem cabeça de empreendedor”, diz.

O executivo também aponta que a estrutura da gestão também se moderniza. Para ter agilidade, as empresas precisam deixar de lado a hierarquia e se tornar mais horizontais.

Roberto Aylmer, médico, PhD e professor internacional da Fundação Dom Cabral, alerta que a ideia de ferramentas de liderança é uma mentalidade da velha economia. A liderança agora se diferencia por comportamentos.

Com hierarquia e processos menos rígidos, o papel do líder não é mais o de controle. Essa figura se torna um facilitador do trabalho da equipe.

Para ser um líder da nova economia, é necessário ter alguns comportamentos distintos. O especialista destaca os principais:

  • Humildade
  • Mentalidade de aprendiz
  • Dá o poder para a equipe
  • Inteligência emocional

Líderes do agora

Pela primeira vez, a EXAME Academy, plataforma de educação da EXAME, se juntou com a FRST Falconi (fala-se First), aceleradora de pessoas e learning tech (empresa de educação & tecnologia) criada por uma das maiores empresas de consultoria de gestão do Brasil. A parceria deu origem ao Programa Líderes do Agora. 

Os participantes terão acesso a conteúdos relacionados a Liderança, Mindset de Inovação e Gestão para Resultados. E poderão desenvolver as cinco competências essenciais para a liderança atual: 

  • pensamento sistêmico; 
  • protagonismo; 
  • gestão de resultados; 
  • mindset de inovação; 
  • cultura e hábitos de aprendizagem. 

Confira tudo sobre o cursos Líderes do Agora na Exame Academy. 

 

De 1 a 5, qual sua experiência de leitura na exame?
Sendo 1 a nota mais baixa e 5 a nota mais alta.

 

Seu feedback é muito importante para construir uma EXAME cada vez melhor.

 

Acompanhe tudo sobre:dicas-de-carreiraempresas-de-tecnologiaexame-academyEXAME-Academy-no-InstagramiFoodLiderança

Mais de Carreira

Os países mais procurados por brasileiros para estudar e trabalhar, segundo a Belta

24 milhões de empregos até 2030: mercado trilionário cresce, mas com poucos talentos qualificados

“Por que devo te contratar?”: como responder a essa pergunta na entrevista de emprego

O que é ponto facultativo e quem tem direito?

Mais na Exame