Carreira

As lições de carreira da ex-jogadora Hortência para profissionais de RH

Uma das melhores jogadoras de basquete do mundo, Hortência Marcari foi a palestrante da 10ª edição do clube CHRO realizado pela EXAME; a atleta compartilhou os desafios e as oportunidades de sua vida profissional com um time de RH selecionado

Hortência, ex-jogadora de basquete: “Quando você pensa em alto rendimento, você tem de pensar em ser a melhor profissional da sua área e de fazer a empresa em que trabalha a melhor do mundo” (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Hortência, ex-jogadora de basquete: “Quando você pensa em alto rendimento, você tem de pensar em ser a melhor profissional da sua área e de fazer a empresa em que trabalha a melhor do mundo” (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Publicado em 28 de maio de 2024 às 14h54.

Última atualização em 28 de maio de 2024 às 15h22.

Tudo sobreClube-CHRO
Saiba mais

Quais lições uma atleta pode trazer para o mundo corporativo?

Essa não foi a única pergunta que a ex-jogadora de basquete Hortência Marcari respondeu na 10ª edição do clube que reúne CHROs (Chief Human Resources Officer) de grandes companhias para troca de experiências e aprendizados.

O encontro, que contou com o apoio da Flash, empresa de tecnologia para benefícios corporativos flexíveis e people analytics, foi realizado na última quarta-feira, dia 22, no Restaurante Cantaloup.

“Neste ano vamos fazer 30 anos que o basquete feminino brasileiro foi campeão mundial, no mesmo ano em que Senna morreu. Naquele momento triste, buscamos uma força para enfrentar os obstáculos que apareceram, afinal, motivação pode vir de qualquer lugar, principalmente de situações difíceis”, afirma Hortência.

As lições de carreira da ex-jogadora Hotência

Entre as lições de carreira que Hortência compartilhou com o time de executivos de RH, estão:

  • Fonte de motivação: Hortência encontrou motivação em sua adversária, Paula, utilizando essa competição saudável para se esforçar mais e alcançar melhores resultados.

“A Paula foi a pessoa mais importante da minha vida profissional, porque, graças a ela, eu sou o que eu sou. Eu treinei a minha vida inteira para ganhar dela. Então, eu fui buscar no meu adversário uma força para poder treinar cada vez mais”.

  • Preparação intensa: ela destacou que a preparação é crucial para lidar com a pressão.

“Todos nós somos pressionados pela sociedade. Nós somos pressionados pela nossa família, pelos nossos filhos, pelo nosso marido, pelo meu treinador, pelo meu time, pela minha torcida. A diferença está em como você se prepara para o momento de pressão. Para você segurar essa pressão, você tem de ter uma preparação, e sempre me preparei muito para no momento decisivo eu fazer o meu melhor”.

  • Inconformismo positivo: Hortência sempre buscou melhorar seus resultados, nunca se conformando com suas conquistas. Ela destacou a importância de fazermos sempre mais e melhor.

“Quando você pensa em alto rendimento, você tem de pensar em ser a melhor profissional da sua área e de fazer a empresa em que trabalha a melhor do mundo”, diz. “Você tem dois caminhos a seguir, ou você escolhe ser a melhor ou você escolhe ser a mais ou menos”.

  • Importância do coletivo: ela ressaltou a importância de cada membro da equipe estar igualmente comprometido e focado no objetivo comum.

“É preciso saber se aquelas pessoas que estão ali pensam igual a mim, se elas têm os mesmos objetivos que eu, se elas estão dispostas a sofrer para conquistar um resultado. Essa pessoa vai me ajudar a ganhar um jogo? É o resultado que interessa, não é o que o outro faz da quadra para fora.”

  • Liderança pelo exemplo: como líder, Hortência acreditava em dar o exemplo, respeitando o brilho dos outros e incentivando cada um a dar o seu melhor dentro de suas capacidades.

“Eu sempre fui líder das minhas equipes, e por isso sempre precisei dar um exemplo. Para isso é importante um líder caminhar junto com as pessoas e respeitar o brilho de cada um, tem muitos que preferem brilhar sozinho. Um bom líder quer ver o funcionário fazer o máximo que ele pode naquilo que ele tem capacidade, naquilo que você, líder, o propôs a fazer, e que inclusive vai te ajudar a ganhar.”

O quinto encontro do Clube CHRO deste ano contou com representantes das seguintes empresas:

  • Adidas
  • Alice
  • BNP Paribas
  • Bridgestone Americas
  • BTG Pactual
  • CGG
  • CI&T
  • Cummins
  • Electrolux
  • Flash
  • Fluke
  • FS
  • GE
  • Grupo Petrópolis
  • MC1 - Win The Market
  • Monashees
  • Neobpo
  • Nokia
  • Reckitt
  • Ternium
  • Will Bank
  • Wiz Soluções
  • Zamp

O Clube é um espaço seguro e intimista para interação, troca, e está aberto à participação. Além do apoio da Flash, o evento conta também com o apoio da We Work.

Veja os líderes de RH que participaram da sétima edição do Clube CHRO:

Participantes da 10ª edição do Clube CHRO (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Sophia Ribeiro (HR Director - People Experience Brazil na Nokia), Chryscia Cunha (People Director LATAM na Electrolux), Caroline Gonçalves, Lorena Martins (Sales Director B2b na EXAME Corporate), Cristina Moreira (Human Resources Executive Director Latin America at Cummins Inc), Ana Alice Limongi Gasparini (Vice-Presidente de Pessoas & Cultura na Neobpo) e Vinicius Teixeira ( Head de Growth na EXAME Corporate) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Silene Rodrigues (Senior Director Human Resources na Adidas), Alana Azevedo (Chief People & Culture Officer na Flash), Mateus Carneiro (MD Partner Head of HR no BTG Pactual), Aline Wightman Esteves (CHRO | Human Resources Vice President | Partner at Monashees), Guillermo Gomez (Chief Revenue Officer na Flash), Vanessa Togniolli (People Executive Director na CI&T), Charline Carolino, Carolina Bento (CHRO na Wiz Co), Beatriz Nóbrega, Vinicius Teixeira (Head de Growth na EXAME Corporate) e Martha Didier (Head de CS na EXAME Corporate) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Bruno Leonardo (VP na EXAME Corporate), Luiza Gomide (CHRO na Will Bank), João Luis Migliaccio (Head de Recursos Humanos no Grupo Petrópolis), Ivani Silveira (Vice President Human Resources at Ternium) e Hugo Godinho (Dialog) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Flávia Porto (Human Resources Director na Reckitt), Mafoane Odara (diretoria de Pessoas, Cultura e Transformação na Zamp), Vanessa Togniolli (People Executive Director na CI&T), Lorena Martins (Sales Director B2b na EXAME Corporate), Sarita Vollnhofer (CHRO na Alice) e Mércia Gerbase (CHRO na MC1 - Win The Market) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Milene Moraes (Diretora de RH - Latam na Fluke), Natalia Ubilla (iFood) Fabio Granero (Gerente de marketing B2B na EXAME), Patricia Mara Maiorki (FS Fueling Sustainability) e Jeison Lion (LATAM Executive Director Human Resources and Labor Relations na Bridgestone Americas) (Eduardo Frazão/Exame/Getty Images)

Renato Rovina (Diretor de RH Brasil na BNP Paribas) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Roberta Leal e Hortência Marcari (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Romário Santos (B2B manager na EXAME Corporate) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Carolina Bento (CHRO na Wiz Co), Charline Carolino, Lorena Martins (Sales Director B2B na EXAME Corporate) Alana Azevedo (Chief People & Culture Officer na Flash) e Martha Didier (Head de CS na EXAME Corporate) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Jeison Lion (LATAM Executive Director Human Resources and Labor Relations na Bridgestone Americas) e Andrea Murakawa (LAM HR Leader - Power Conversion na GE) (Eduardo Frazão/Exame/Divulgação)

Acompanhe tudo sobre:Recursos humanos (RH)Clube-CHROBasquete

Mais de Carreira

RH Summit 2024 | ROI do RH: como provar que o setor dá lucro

Pré-MBA: EXAME oferece certificado a quem participar de curso gratuito sobre finanças corporativas

Empresa de RH lança programa para conectar empresas e profissionais do RS, veja como participar

Participação de jovens no mundo do trabalho ainda não retornou ao patamar pré-pandemia

Mais na Exame