Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:
seloCarreira

Após decisão do STF, gestantes podem trabalhar em local insalubre?

Entenda o que mudou com a reforma trabalhista e após a decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes

Modo escuro

Continua após a publicidade
Gravidez, gestante; gestação (Jose Luis Pelaez/Getty Images)

Gravidez, gestante; gestação (Jose Luis Pelaez/Getty Images)

M
Marcelo Mascaro Nascimento, sócio do escritório Mascaro Nascimento Advocacia Trabalhista

Publicado em 9 de maio de 2019 às, 15h00.

Última atualização em 9 de maio de 2019 às, 15h00.

Até o advento da reforma trabalhista, a CLT proibia o trabalho da gestante e da lactante em qualquer atividade que fosse insalubre. A nova lei, porém, criou situações diferentes, de acordo com o grau de insalubridade do ambiente de trabalho.

Segundo o disposto pelo Lei 13.467/2017, nas atividades em que a insalubridade for considerada de grau máximo, sempre que a empregada gestante prestar serviço nessas condições, deverá ser afastada da atividade. Já em relação à empregada lactante, o afastamento somente ocorrerá se for apresentado atestado de saúde recomendando o afastamento, emitido por médico de confiança da mulher.

Se, porém, as atividades desempenhadas forem consideradas de insalubridade de grau médio ou mínimo, seja a empregada gestante ou lactante, o afastamento da atividade somente ocorrerá com a apresentação de atestado de saúde, emitido por médico de confiança da mulher, que recomende o afastamento durante a gestação ou o período de lactação.

Em resumo, após a reforma trabalhista, é permitido o trabalho da gestante em atividades insalubres de grau médio ou mínimo se não for apresentado por ela nenhum atestado médico que recomende o afastamento. Já em relação à lactante, em qualquer grau de insalubridade, o afastamento apenas é possível mediante atestado médico que o recomende.

Apesar disso, recentemente, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes declarou a inconstitucionalidade do dispositivo criado pela reforma trabalhista, que autoriza o trabalho da gestante e da lactante, nas hipóteses que acabamos de comentar. Isso porque a Constituição Federal protege a maternidade e a criança, incluído o recém-nascido.

Trata-se, contudo, de uma decisão de caráter provisório, de modo que a matéria ainda será analisada pelos demais ministros, que poderão manter a decisão do ministro Alexandre de Moraes ou modificá-la.

Enquanto isso não ocorre, está proibido o trabalho da gestante ou da lactante em qualquer atividade insalubre, independentemente da apresentação de atestado médico.

Últimas Notícias

Ver mais
Como fazer currículo pelo celular? Tutorial Completo

seloCarreira

Como fazer currículo pelo celular? Tutorial Completo

Há 3 horas

Porto abre inscrições para o primeiro Programa de Estágio de 2024

seloCarreira

Porto abre inscrições para o primeiro Programa de Estágio de 2024

Há 5 horas

Profissional mais afetado por IA será aquele com diploma (e o que pensava estar seguro), diz CEO

seloCarreira

Profissional mais afetado por IA será aquele com diploma (e o que pensava estar seguro), diz CEO

Há 5 horas

Concurso Nacional Unificado: prazo para inscrição é até sexta; veja como se preparar na reta final

seloCarreira

CNU: Prazo para inscrição é até sexta; veja como se preparar na reta final

Há 22 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas
EXAME Agro

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais