Acompanhe:

É comum empresários se sentirem sobrecarregados e terem a sensação que se tornaram escravos de suas próprias empresas. Eles se sentem com todo o peso do mundo em seus ombros. E isso acontece, porque muitas vezes o peso da empresa realmente está concentrado em uma única pessoa. Coisas triviais e importantes, além de algumas responsabilidades da empresa devem ser divididas com a equipe. 

Muitos empresários, principalmente os iniciantes, esperam que a posição dê a liberdade que tanto procuram, mas acabam descobrindo que o cargo executivo não é um processo nada fácil e pode ser bem desafiador. Por isso, é necessário ficar de olho em alguns hábitos que fazem de você um escravo de sua própria empresa

Para a especialista em neurociência e gestão de pessoas, Erica Belon, é importante ter um time forte capaz de assumir responsabilidades, um time engajado, de alta performance que se possa confiar. “Se você não tem um time preparado, vira um escravo da sua empresa”, afirma a doutora. 

Um time preparado é essencial

“O que é ficar na operação? É resolver problemas que estão na descrição do cargo do seu funcionário, mas o colaborador não resolve por quê? Não tem clareza no que faz, não tem capacidade para fazer e não há ninguém fiscalizando o que ele está fazendo. E você que é o dono da empresa deveria focar na estratégia e não na operação, mas acaba ficando, porque não há funcionários capacitados para isso. Se você está no operacional, você é o funcionário mais caro de sua empresa, mas também é escravo”, diz.    

“Muitos empresários saíram da condição CLT para ter uma vida melhor e hoje acabam tendo uma vida pior de quando eram funcionários. Não têm uma qualidade de vida, não conseguem ter tempo para atividades de lazer, não conseguem cuidar da alimentação e muito menos conseguem cuidar dos relacionamentos, pois não têm tempo para nada além da empresa. Se você não tem um time preparado, você vira empregado da própria empresa”, afirma a doutora Erica Belon. 

E como se monta um time preparado? A autora do best-seller, "8 Pilares da Liderança de Cristo", dá algumas dicas: “Pela forma como você compartilha a visão da empresa. Onde você quer chegar com o seu negócio, quais são os objetivos a serem alcançados. A forma como você cria um departamento que irá montar um time capacitado também tem de ser extremamente importante. E o principal de tudo: como você engaja esse time e como você investe no crescimento profissional de cada colaborador de sua empresa”. 

As aplicações dessas ideias podem ajudar a deixar essas circunstâncias de se sentir escravo da própria empresa de lado. Com uma boa gestão, o empresário poderá exercer o seu verdadeiro papel como dono. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Netflix dos RHs: startup oferece vasto catálogo de cursos complementares

Parceria inédita traz competências para agentes públicos em saúde mental

Saúde mental impulsiona sucesso das academias, diz guru do fitness

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Segurança cibernética: biometria evitou prejuízo de quase R$ 29 bi, segundo Serasa
Bússola

Segurança cibernética: biometria evitou prejuízo de quase R$ 29 bi, segundo Serasa

Há 7 horas

Como investimento em ESG fez a TIM conseguir nota máxima em lista mundial de transparência ambiental
Bússola

Como investimento em ESG fez a TIM conseguir nota máxima em lista mundial de transparência ambiental

Há 23 horas

Análise do Alon: Encaixado na narrativa
Bússola

Análise do Alon: Encaixado na narrativa

Há um dia

Abilio Diniz: fundador do Grupo Pão de Açúcar foi um dos maiores empresários da história do país
Bússola

Abilio Diniz: fundador do Grupo Pão de Açúcar foi um dos maiores empresários da história do país

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais