Bússola
Um conteúdo Bússola

Universidade Brasil lança primeiro curso sobre inteligência artificial no judiciário 

Instituição pretende inovar ao abordar aplicações da IA no Direito

Barbara Costa, reitora da Universidade Brasil (Universidade Brasil/Divulgação)

Barbara Costa, reitora da Universidade Brasil (Universidade Brasil/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 5 de abril de 2024 às 07h00.

Última atualização em 9 de abril de 2024 às 16h14.

De olho no futuro do judiciário nacional, a Universidade Brasil, em parceria com a Escola Nacional de Magistratura e a FPass, vai oferecer o primeiro curso de pós-graduação lato sensu focado na utilização da Inteligência Artificial no sistema judiciário brasileiro.

O objetivo da Universidade Brasil, liderada por Barbara Costa, é continuar um processo recente de rejuvenescimento da instituição de ensino.

Queremos reforçar nosso papel de referência para a aplicação das novas tecnologias no campo do direito. É com esse espírito que apresentamos nosso novo curso, cuidadosamente construído, para explorar a interseção entre Inteligência Artificial, regulação e inovação tecnológica no direito” destaca a reitora.

Batizado de “Justiça 4.0”, o curso faz parte do novo rol de temas de pós-graduação da universidade, que será lançado durante a realização da conceituada Brazil Conference, na Universidade de Harvard, entre os dias 5 e 6 de abril. 

O curso Justiça 4.0

Em sua metodologia acadêmica, estão previstos temas como:

  • Os princípios éticos da inteligência artificial;
  • Aspectos legais e processuais dos Contratos Eletrônicos;
  • Aspectos do Direito Penal Digital; 
  • Aspectos dos Direitos da personalidade;
  • Privacidade na era digital.

O curso também oferecerá olhar abrangente sobre legislação e regulação em cibersegurança e sobre as estratégias para proteção de dados.

Novos cursos antenados com a evolução do judiciário   

Entre os temas abordados pelas novas disciplinas oferecidas pela Universidade Brasil, constam:

  • O Direito Constitucional e os seus desafios constantes no âmbito da sociedade, da cultura e da proteção; 
  • O Direito Urbanístico, com foco no globalismo populacional e as novas necessidades de se construir cidades inteligentes; 
  • O Direito Médico e Saúde Suplementar, que busca trazer à luz a regulamentação, os órgãos governamentais e a fiscalização das operadoras.

Os cursos de extensão e aprimoramento buscam oferecer uma formação responsável, articulada às diferentes temáticas enfrentadas pela justiça do país e estão bastante ligados aos novos desafios do Sistema Judiciário”, afirma Barbara Costa.  

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialDireitoexame-ceo

Mais de Bússola

Bia Félix: por que a Geração Z é a geração das contradições

Ele projeta faturar R$ 1 milhão vendendo anúncios em saquinhos de pão

Que tal morar em um home resort? Como funciona novo empreendimento de meio bilhão de reais no RJ

Cavaleiros olímpicos e campeões brasileiros são atrações do Concurso de Saltos Santo Antônio, no RJ

Mais na Exame