Acompanhe:

Startup gaúcha de logística reversa gera mais de R$ 900 mil em renda

Impacto social proporcionado pela Trashin a membros das cooperativas e motoristas acontece com o aumento de clientes em 2021

Modo escuro

Continua após a publicidade
Startup busca transformar além do cenário brasileiro de resíduos sólidos, como também a comunidade inserida no mercado (Foto/Thinkstock)

Startup busca transformar além do cenário brasileiro de resíduos sólidos, como também a comunidade inserida no mercado (Foto/Thinkstock)

B
Bússola

Publicado em 14 de fevereiro de 2022 às, 17h32.

Última atualização em 14 de fevereiro de 2022 às, 17h38.

Em 2021, a Trashin, startup de logística reversa, gestão de resíduos 360 graus e consultoria ambiental, sediada em Porto Alegre, registrou um salto em seu número de clientes. Para atender à demanda, a empresa aumentou em quase 100% sua equipe. Além desse crescimento, alinhada com o objetivo de impactar a comunidade em que está inserida, a startup gaúcha gerou R$ 909.216,60 em renda e adicionalidade para as cooperativas de reciclagem e agentes logísticos.

Dentre as grandes corporações que compõem o portfólio da Trashin estão Alpargatas, Nexa Resources, Unimed, Movida, iFood e outros, que enxergam a startup como fundamental para alavancar a métrica ambiental da agenda ESG.

Para o CEO da Trashin, Sérgio Finger, além de sanar a dor das empresas de forma inovadora e eficaz, esse volume em renda gerado para as cooperativas e condutores mostra que a Trashin vem cumprindo seu papel social junto às comunidades em que está presente.

“Temos em mente que além de transformar o cenário brasileiro de resíduos sólidos, também transformaremos toda a comunidade inserida neste mercado por meio de oportunidades”, declara Finger.

Já o COO da Trashin, Rafael Dutra, diz que este volume gerado em renda para cooperativas e motoristas foi possível porque a Trashin trabalha com duas frentes em suas parcerias, definidas de acordo com a realidade de cada praça onde atua.

“Fazemos toda a parte educacional, desde a sinalização até o treinamento presencial e online com os colaboradores das organizações, através de dicas práticas que impactam o dia a dia. Além disso, é a própria Trashin quem alinha com as cooperativas de reciclagem para que elas processem e garantam a melhor destinação dos resíduos coletados”, afirma Rafael.

A startup gaúcha é a responsável por todo o processo de retirada e transporte dos resíduos, utilizando, eventualmente, motoristas autônomos e cooperativas de reciclagem.

Segundo Dutra, só em 2021 a Trashin gerou quase R$ 1 milhão em adicionalidade aos trabalhadores. Esse resultado é uma prova de que todos saem ganhando com essa parceria, já que o trabalho da startup está sendo visto pelas cooperativas de reciclagem como uma oportunidade de trabalhar com grandes empresas.

Entre as cooperativas parceiras da Trashin estão as Associações Anjos da Ecologia e Reciclando pela Vida, ambas instaladas no Rio Grande do Sul. Para a assessora técnica das duas associações, Simone Pinheiro, a parceria com a Trashin impactou positivamente durante esse período de pandemia da covid-19.

“Para os associados da Anjos da Ecologia e Reciclando pela Vida, a Trashin é muito importante. Pois quando falamos em geração de renda, o volume de resíduos recicláveis direcionados a nós pela startup é responsável por algo em torno de 25% na renda mensal dos associados”, diz Simone.

As cooperativas desenvolvem o trabalho de separação e destinação correta dos resíduos para reciclagem que chegam das empresas em que a Trashin desenvolve projetos no estado gaúcho. Simone enfatiza que os benefícios da parceria com a Trashin não se limitam apenas na geração de renda e volume de trabalho.

De acordo com a assessora técnica, a startup tem interesse nesse trabalho, pois busca ampliar os negócios para além do recebimento de cargas, participando efetivamente da logística reversa, emitindo certificações e integrando uma série de possibilidades de negócios, que podem se tornar realidade nesse mercado dos resíduos sólidos.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | YouTube

Últimas Notícias

Ver mais
Mars quer garantir o chocolate de quem nasceu em 2020 — e a ração dos pets
ESG

Mars quer garantir o chocolate de quem nasceu em 2020 — e a ração dos pets

Há 22 horas

Como uma empresa faz R$ 160 milhões levando pessoas ao trabalho — sem ter sequer um veículo
seloNegócios

Como uma empresa faz R$ 160 milhões levando pessoas ao trabalho — sem ter sequer um veículo

Há um dia

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife
seloNegócios

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife

Há 2 dias

Conheça o chocolate de R$ 810 milhões que chamou atenção do ex-CEO da Starbucks
seloNegócios

Conheça o chocolate de R$ 810 milhões que chamou atenção do ex-CEO da Starbucks

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais