Acompanhe:

É indiscutível a importância da agenda ESG em todos os setores da economia. Por isso, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) promove discussões sobre os caminhos dessa agenda no setor de Energia. No último dia 18, o IBP realizou o evento “A pluralidade de visões da agenda ESG”, que marcou a abertura das inscrições da primeira edição do ESG Energy Forum, programado para junho de 2023. De acordo com Fernanda Delgado, diretora-executiva corporativa do IBP, as empresas do setor, além de terem forte compromisso com o tema, abraçaram a transição energética.

Segundo ela, hoje há uma visão consolidada acerca do envolvimento do setor na promoção das fontes renováveis, seja em eólicas offshore ou onshore; seja nos investimentos no hidrogênio ou na energia solar. “Temos os hidrocarbonetos, as biomassas, todos esses energéticos à nossa disposição. O Brasil surge como um stakeholder importante nesse mundo em ebulição, com um cenário menos turbulento para receber investimentos”, diz a diretora-executiva corporativa do IBP.

Para Maurício Tolmasquim, gerente-executivo de Estratégia e Planejamento da Petrobras, as companhias petrolíferas precisam se preparar para um mundo em que a demanda de petróleo vai cair a longo prazo e enxergar que elas, pouco a pouco, se transformam em empresas de energia. “É preciso redefinir processos produtivos e sair na frente, utilizando-se de vantagens como, por exemplo, o conhecimento da área offshore para produção de energia eólica no mar e a malha de gasodutos já existente para o transporte de hidrogênio”, reforçou o executivo da Petrobras.

A visão de futuro passa também pelo G da Governança, com o necessário envolvimento do setor com pautas de diversidade en quanto estreitam seu relacionamento com as comunidades em seu entorno. Neste caso, há exemplos como a Ipiranga, que acelerou ambas as agendas nos últimos anos com o objetivo de promover uma indústria mais diversa, inclusiva e com mais equidade e representatividade. “Hoje, temos 33% das mulheres em cargos de vice-presidência, mas, em 2019, esse número era só de 13%. Conseguimos avançar muito nesta agenda por meio de transformações concisas e direcionadas nesse sentido”, explicou Isabela Salgado, gerente de Sustentabilidade da Ipiranga e que esteve presente no evento.

Symone Araújo, diretora da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), ressaltou a relevância da implementação de políticas públicas que incluam a dimensão Social da agenda. Como a grande maioria dos agentes regulados pelos órgãos estão se tornando empresas de energia, existe a necessidade de as companhias levarem em conta aspectos sociais em pautas como, por exemplo, o comércio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). “É um produto que está em mais de 91% dos lares brasileiros, sendo que 48% desses lares são chefiados por mulheres. Olhar a regulação do GLP é olhar para aquela mulher trabalhadora, chefe do lar, e que, por situações diversas, o botijão de gás é um dos primeiros bens que ela vende quando passa por dificuldades”, defendeu Symone.

As discussões sobre a Agenda ESG vão permanecer ativas, inclusive na primeira edição do ESG Energy Forum, que está com inscrições abertas. O seminário vai ocorrer de 20 a 22 de junho, no Hotel Fairmont, no Rio de Janeiro, com mais debates sobre o tema. Os interessados podem clicar aqui para se inscrever.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Jansen Moreira: Por que o ESG sem o G não funciona?

3 perguntas de ESG para Patrícia Nader, da Good Karma Partners

Petlove lança tapete higiênico biodegradável e zero plástico do Brasil

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Raízen sinaliza aos sauditas parcerias em biocombustíveis
ESG

Raízen sinaliza aos sauditas parcerias em biocombustíveis

Há 3 horas

Estoques de petróleo nos EUA crescem 4,199 milhões de barris na semana, afirma DoE
seloMercados

Estoques de petróleo nos EUA crescem 4,199 milhões de barris na semana, afirma DoE

Há 4 dias

Estoques de petróleo nos EUA crescem 3,514 milhões de barris, revela DoE
Economia

Estoques de petróleo nos EUA crescem 3,514 milhões de barris, revela DoE

Há uma semana

Preço do etanol sobe em 14 Estados, afirma ANP
Economia

Preço do etanol sobe em 14 Estados, afirma ANP

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais