Um conteúdo Bússola

Os impactos do 5G para Telecom e o futuro do mercado

Com tantas expectativas e projeções sobre o futuro após a implementação da rede, pode-se estimar que todos se beneficiarão com a tecnologia
Dados do IBGE apontam avanço de 12,3% em Tecnologia da Informação e Telecom (TIC) no último ano (Isac Nóbrega/PR/Flickr)
Dados do IBGE apontam avanço de 12,3% em Tecnologia da Informação e Telecom (TIC) no último ano (Isac Nóbrega/PR/Flickr)
B
BússolaPublicado em 29/03/2022 às 14:22.

Por Eduardo Camargo*

Enquanto o mercado segue na expectativa pela chegada do 5G, alguns setores vêm se destacando, mesmo sem a presença da rede no país. Dados recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) apontam avanço de 12,3% em Tecnologia da Informação e Telecom (TIC) no último ano, impulsionada pela internet e desenvolvimento de sistemas.

Com isso, o setor de Telecom deve crescer ainda mais em 2022. A estimativa de investimento para o segmento neste ano é de mais de R$ 30 bilhões, sem incluir valores distribuídos nas outorgas de espectro para a implantação da rede 5G. Ou seja, com a chegada da rede haverá ainda mais aplicações, principalmente por conta de um dos maiores desafios que será a infraestrutura.

Haverá, então, a necessidade de contratação de profissionais qualificados para darem conta de demandas sem precedentes. Afinal, será exigida pelo menos uma quantidade cinco vezes maior de torres do que a atual demandada com o 4G. Para a liberação dos dados, é primordial uma fibra ótica mais robusta.

A partir da infraestrutura em conformidade, é possível prever um leque de vantagens e oportunidades. Com uma conexão que pode chegar a até cem vezes mais potência que a do 4G, a rede viabilizará uma quantidade maior de dispositivos conectados simultaneamente, com tempo mais curto de resposta entre a informação enviada pelo aparelho e retornada pelo servidor — possibilitando uma velocidade até 20 vezes maior que a da rede atual.

Sendo assim, beneficiam-se da tecnologia os consumidores comuns por conta da velocidade e, também, companhias que se utilizam de aplicações online e que terão um melhor desempenho de recursos tecnológicos em sinergia com a inteligência artificial. Deste modo, é possível que tenhamos avanços de tendências como, por exemplo, os veículos sem motorista.

Além disso, o 5G abrirá oportunidades em diversas áreas do mercado, como negócios, financeira, educação, saúde, serviços, entre outras.

A boa notícia para o mercado é que a espera pode estar com os dias contados. Uma pesquisa da 5G Americas indica que, em fevereiro, já existiam 14 redes 5G operacionais em sete países sul-americanos, sendo que o Brasil é o que possui mais redes, com quatro delas e diversos testes da internet de quinta geração.

De olho nos impactos positivos que o 5G terá sobre a economia, o mercado já está em movimento por conta de novos modelos de negócios e inovações que surgirão. Nesta linha, 71% dos executivos brasileiros em posição de C-Level afirmam que as companhias em que atuam pretendem usar tecnologia 5G em até cinco anos, segundo levantamento da KPMG.

Com tantas expectativas e projeções sobre o futuro após a implementação da rede, pode-se estimar que todos se beneficiarão com a tecnologia. Do setor de Telecom ao consumidor final, do mercado às diversas possibilidades de inovações e novos modelos de negócios e melhorias de serviços oferecidos pelas organizações, o 5G é, literalmente, o ponto destas conexões.

*Eduardo Camargo é CMO da Guiando, empresa especialista em desenvolvimento de tecnologias inteligentes para Telecom Expense Management (T.E.M.) no Brasil e gestão automatizada de faturas

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

As redes sociais também podem ser um espaço para empreender

Renner lança coleção com desfile em realidade virtual e tecnologia 3D

O big reset dos planos de carreira