Acompanhe:

LGPD: veja explicações para principais dúvidas sobre a Lei Geral de Proteção de Dados

Advogado especialista dá detalhes e interpretações para as mais recentes ações e publicações da ANPD

Modo escuro

Continua após a publicidade
Confira detalhes sobre o Guia de Anonimização e Pseudonimização para a Proteção de Dados Pessoais (Cristian Storto Fotografia/Getty Images)

Confira detalhes sobre o Guia de Anonimização e Pseudonimização para a Proteção de Dados Pessoais (Cristian Storto Fotografia/Getty Images)

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) prevê novas responsabilidades a quem trata de dados e, também, novos direitos aos donos das informações.

Existem guias para orientar as entidades que desejam regularizar suas operações. São eles:

  • Guia de Anonimização e Pseudonimização para a Proteção de Dados Pessoais.
  • Guia de Legítimo Interesse.

Com base nas orientações deles, diversos setores estão revisitando e readaptando detalhes das suas operações, seguindo ações da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD)* – mas ainda restam dúvidas.

Para falar sobre os principais pontos de incerteza ANPD, convidamos o sócio da prática de proteção de dados e cybersecurity do Mattos Filho, um dos principais escritórios de advocacia do país. Paulo Brancher vai dar explicações bem detalhadas sobre o papel dos chamados guias orientativos e oferecer possíveis interpretações e aplicações da LGPD.

* Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) é órgão da administração pública responsável por zelar, implementar e fiscalizar o cumprimento da LGPD no Brasil.

Guia de Legítimo Interesse

Ao tratar de dados pessoais, a empresa deve garantir a existência de uma previsão legal na LGPD capaz de justificar essa divulgação. Uma dessas possibilidades é o legítimo interesse

Brancher explica: “por meio dessa modalidade, a empresa pode tratar dados sem a obtenção do consentimento dos indivíduos, desde que não represente riscos para os direitos e liberdades dessas pessoas”.

  • Tratamento de dados de crianças e adolescentes

Desde que sempre prevaleça o melhor interesse do jovem, o tratamento desses dados poderá ser feito como os de maiores de idade.

“No entanto, ainda é necessário que a ANPD se debruce sobre questões práticas sobre o tratamento de tais dados e auxilie na interpretação do conceito de ‘melhor interesse’”, reforça. 

  • Teste de balanceamento

Esta é uma ferramenta para dar maior segurança às empresas sobre a viabilidade do uso do legítimo interesse

A elaboração do teste demanda avaliações sobre riscos no tratamento da informação e impactos sobre os direitos e liberdades dos indivíduos. 

Consulta Pública 

Com o objetivo de suprir pontos que ainda estão em aberto, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) abriu Consulta Pública sobre a minuta do Guia de Anonimização, ao mesmo tempo em que lançou o Guia do Legítimo Interesse.

A discussão proposta na Consulta Pública envolve a definição de termos técnicos, bem como de metodologias aplicáveis à pseudonimização e à anonimização.

  • Anonimização

Os dados deixam de ser associados às pessoas a quem se relacionavam. 

Embora todas as etapas anteriores à anonimização devam ocorrer de acordo com a LGPD, os dados anônimos estão fora do escopo da Lei

O processo elimina riscos de exposição dos indivíduos e dá maior flexibilidade às empresas para o uso dos dados anonimizados

  • Pseudonimização 

As informações pessoais deixam de identificar diretamente os titulares. 

A medida mantém os dados seguros e protegidos de situações que representam ameaças, garantindo o cumprimento da legislação.

Brancher reitera a relevância da participação das empresas na consulta pública: 

É muito importante que o mercado avalie as orientações da ANPD. Isso porque, a Autoridade tenderá a utilizar esses entendimentos para avaliar se as empresas estão implementando processos adequados de anonimização e pseudonimização e se estão cumprindo a LGPD”.

As contribuições podem ser feitas até 28 de fevereiro, exclusivamente por meio da plataforma Participa+Brasil. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Omnichannel: empresa permite varejistas compararem desempenho com o de concorrentes em tempo real 

Gestão Sustentável: a transformação do discurso e a direção dos recursos 

Bússola & Cia: negócio fitness cresce 24% em 2023

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Entenda o que é o organograma e como fazer um de qualidade
seloGuia de Carreira

Entenda o que é o organograma e como fazer um de qualidade

Há 6 dias

Descubra a diferença entre contas a pagar e contas a receber
seloGuia de Carreira

Descubra a diferença entre contas a pagar e contas a receber

Há uma semana

SXSW 2024: FSB Holding e Bússola lançam e-book gratuito com os principais destaques do evento
Um conteúdo Bússola

SXSW 2024: FSB Holding e Bússola lançam e-book gratuito com os principais destaques do evento

Há uma semana

Mudança de lideranças no Grupo SBF: quem é novo CEO da NWB e quem assume Desimpedidos Esporte Clube
Um conteúdo Bússola

Mudança de lideranças no Grupo SBF: quem é novo CEO da NWB e quem assume Desimpedidos Esporte Clube

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais