Bússola
Um conteúdo Bússola

Internet e redes sociais continuam a dominar como principais fontes de informação dos parlamentares

Estudo "Mídia & Política", elaborado pelo IPRI desde 2008, se constitui como o mais completo diagnóstico sobre os hábitos de consumo de informação do Congresso Nacional

 (FSB Holding/Divulgação)

(FSB Holding/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 14 de junho de 2024 às 12h54.

Última atualização em 14 de junho de 2024 às 17h24.

O Instituto de Pesquisa em Reputação e Imagem (IPRI), da FSB Holding, lançou nesta semana a 13ª edição da pesquisa "Mídia & Política". O estudo, que já se consolidou como o mais completo banco de dados sobre os hábitos de mídia dos parlamentares brasileiros, acompanha as mudanças nos hábitos de consumo de informação de deputados federais e senadores desde 2008.

Para ver a pesquisa completa, clique aqui.

"A pesquisa 'Mídia & Política' é fundamental para entender as dinâmicas de consumo de informação dos nossos parlamentares. Ao longo dos anos houve uma transformação significativa, com a internet e as redes sociais ganhando cada vez mais espaço. Mas, por se tratar de um público específico e bem qualificado, os meios tradicionais também continuam relevantes. Este estudo é essencial para quem deseja compreender e influenciar o debate político no Brasil", relata Marcelo Tokarski, sócio-diretor responsável pelo IPRI

Os dados revelam que o consumo digital de informação nunca foi tão grande no Congresso Nacional. Praticamente dois terços dos parlamentares usam meios digitais (sites, redes sociais ou WhatsApp) como a principal fonte de informação. Mas a pesquisa revela que os parlamentares ainda absorvem muito conteúdo de forma mais tradicional. “Apesar da digitalização, os dados mostram que os veículos tradicionais ainda têm forte influência. Sinal de que há espaço para as várias plataformas, até porque boa parte dos conteúdos que circulam nas redes são notícias produzidas por veículos tradicionais”, reforça Tokarski. 

Além de identificar as fontes preferidas, a pesquisa também revela o grau de confiança dos parlamentares em cada meio de comunicação e destaca as mudanças nos hábitos de consumo de informação ao longo dos anos. Esta edição destaca a ascensão dos canais de notícias na TV paga e a crescente relevância dos podcasts.

O CEO da FSB Holding, Marcos Trindade, reforça a importância do ecossistema de soluções oferecido pela companhia. "Contar com o IPRI no ecossistema de empresas daFSB Holding nos permite oferecer uma visão integrada e abrangente sobre comunicação e gestão de reputação. A pesquisa 'Mídia & Política' é um exemplo claro do valor que entregamos aos nossos clientes, ajudando-os a navegar e se destacar no complexo cenário político brasileiro".

A pesquisa ouviu 187 deputados e 23 senadores entre 17 de outubro e 22 de novembro de 2023, em amostra representativa controlada pelo tamanho dos partidos em cada uma das casas legislativas. As entrevistas são pessoais e feitas diretamente com os próprios parlamentares. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:PolíticaRedes sociais

Mais de Bússola

Bússola Poder: só a política explica

Rio Innovation Week projeta movimentar mais de R$ 2,6 bilhões e espera 150 mil pessoas 

Bússola Cultural: São José dos Campos recebe Revelando SP

O que seu pet tem a ver com a reforma tributária? 

Mais na Exame