Um conteúdo Bússola

Fintech cria plataforma que permite revender cotas de consórcio na hora

Foco da Consorciei é oferecer liquidez imediata para quem deseja desistir do seu consórcio e precisa reaver parte do montante investido
Plataforma foi pensada para trazer melhor experiência ao cliente e maior facilidade de usabilidade (Virojt Changyencham/Getty Images)
Plataforma foi pensada para trazer melhor experiência ao cliente e maior facilidade de usabilidade (Virojt Changyencham/Getty Images)
B
BússolaPublicado em 26/07/2021 às 16:18.

A fintech Consorciei criou uma plataforma que permite a negociação de cotas de consórcio em minutos. O foco da empresa é oferecer liquidez imediata para quem deseja desistir do seu consórcio e precisa reaver parte do montante investido

A plataforma permite que consorciados vendam suas cotas sem a necessidade de esperar até o final do grupo ou a sua contemplação para terem acesso ao dinheiro. O consorciado pode receber um valor por sua cota de consórcio logo após preencher um formulário com suas informações no site da fintech.

Após o cadastro, no qual o cliente autoriza o compartilhamento de suas informações com a Consorciei, seguindo as normas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), os dados do cliente são validados e o algoritmo de precificação da startup gera um preço ao consorciado. Essa precificação leva em consideração desde variáveis macroeconômicas, como taxa de juros e inflação, até características do próprio grupo e cota de consórcio, como prazo para encerramento do grupo, percentual pago da cota e até mesmo os valores dos lances contemplados nas últimas assembleias daquele grupo.

“Rodamos diversos cenários e identificamos o melhor uso para aquela cota depois de adquirirmos. O resultante é conseguirmos oferecer o melhor preço possível para aquele consórcio”, diz Pedro Amoroso Lima, sócio fundador e diretor da Consorciei.

O aceite da proposta, bem como o envio de documentos para a conclusão da transação e a assinatura digital são realizados em um só fluxo também dentro da própria plataforma. No background, diversas checagens de autenticidade das informações são rodadas a fim de garantir a segurança da transação e evitar possíveis tentativas de fraude.

Uma vez concluído o processo dentro da plataforma, todo o fluxo de transferência da cota e pagamento ao cliente se dá de forma automática. “Possuímos diversos níveis de integração com as administradoras de consórcio, desde partes do processo até o fluxo completo. Geralmente é algo que vamos evoluindo dentro de cada parceria”, explica Lima. “Nas parcerias em que já estamos 100% integrados, toda transação é coordenada junto à administradora de consórcios parceira via uma API, desde o recebimento das informações da cota no início do processo até a conclusão da transferência da titularidade ao final.”

Hoje, a fintech faz gestão de mais de 10 mil cotas.

De acordo com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), o setor de consórcios segue aquecido no Brasil. Nos cinco primeiros meses de 2021, 1,35 milhão de cotas de consórcio foram vendidas, 32% a mais do que no mesmo período do ano anterior.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também