Bússola
Um conteúdo Bússola

Energia solar no Brasil fica 5% mais barata no 1º trimestre de 2024, aponta Solfácil

Redução foi motivada pela redução no preço do polisilício, principal matéria-prima para produção de placas solares

Novo valor médio é de R$ 2,76/Wp (Freepik/Freepik)

Novo valor médio é de R$ 2,76/Wp (Freepik/Freepik)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 7 de maio de 2024 às 13h00.

Tudo sobreEnergia solar
Saiba mais

O preço da energia solar no Brasil caiu 5% no primeiro trimestre de 2024 na comparação com o quarto trimestre de 2023. 

O novo valor médio é de R$ 2,76/Wp, o menor preço já registrado desde o início do indicador Radar, estudo da Solfácil – ecossistema de soluções em energia solar.

A queda foi motivada pela diminuição do preço do polisilício, o principal material na produção de painéis solares

Regiões do Brasil que se destacam na queda no preço da energia solar

A redução do preço médio da energia solar foi observada em todas as regiões do país. 

Centro-Oeste: destacou como a região com o menor preço médio, apresentando R$ 2,67/Wp – queda de 3,61%. 

Sudeste: é a segunda região mais barata para a instalação de energia solar, com uma redução de 4,86% no preço médio – que agora é de R$ 2,74/Wp.

Nordeste: também apresenta um custo médio de R$ 2,74/Wp e teve uma queda de 6,16% no período. 

Sul: tem a média de R$ 2,82/Wp, com uma redução de 5,69%. A região oferece condições geográficas vantajosas para investimentos em energia solar. 

Norte: é a que apresenta o preço médio mais elevado, atingindo R$ 2,93/Wp com uma queda de 3,93%.

"Estamos presenciando um momento histórico para a energia solar no Brasil. Com a contínua redução de custos, a tendência é que mais pessoas optem por investir nessa fonte de energia sustentável”, diz Fabio Carrara, CEO e fundador da Solfácil.

Variação de preços da energia solar por estados

O estudo da Solfácil também revelou quais são as unidades da federação com menores custos para ter energia solar. 

Os cinco estados com menor custo para instalação de energia solar residencial são:

  1. Amapá
  2. Rondônia
  3. Santa Catarina 
  4. Amazonas  
  5. Paraná 

O Acre é o único estado que não apresentou queda nos preços no período analisado. As maiores reduções no trimestre foram observadas no Distrito Federal

Segundo a Solfácil, para projetos menores de até 4 kWp, a diferença de preço entre as regiões pode ser maior, chegando a R$ 0,49 por Wp acima da média nacional.

Marcas de inversores mais utilizadas

A empresa também analisou a escolha de marcas de inversores em diferentes regiões do Brasil. 

  • Growatt segue como a principal marca de inversor do Brasil
  • Deye começou a ganhar mais influência. 
  • Goodwe ganhou espaço em projetos menores
  • Solplanet cresceu em usinas maiores.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:Energia solar

Mais de Bússola

E se seu filho pudesse estudar empreendedorismo desde pequeno? Conheça escola que dá curso na área

Como a Arezzo&Co planeja rastrear 100% da sua cadeia de couro utilizando blockchain

Bússola Poder: Lula paga a conta de Lula e Dilma

Bússola Cultural: Festival de Inverno de Campos do Jordão chega à sua 54ª edição

Mais na Exame