Bússola
Um conteúdo Bússola

Como geolocalização com IA evitou 22 mi de fraudes e conquistou captação de R$ 155 mi para empresa

Companhia global combina essa tecnologia de identificação com inteligência artificial para verificar comportamentos suspeitos e transações potencialmente criminosas

A tecnologia da empresa identifica transações maliciosas ao comparar localização de dispositivos usados com dados dos titulares das contas (martin-dm/Getty Images)

A tecnologia da empresa identifica transações maliciosas ao comparar localização de dispositivos usados com dados dos titulares das contas (martin-dm/Getty Images)

Aquiles Rodrigues
Aquiles Rodrigues

Repórter Bússola

Publicado em 11 de abril de 2024 às 07h00.

Última atualização em 11 de abril de 2024 às 12h06.

Tudo sobreFraudes
Saiba mais

Os criminosos também são fãs do trabalho remoto. A grande maioria dos golpes e fraudes em transações bancárias é realizada digitalmente, com dados roubados e ferramentas para esconder a verdadeira identidade dos atuantes. 

Combatendo diretamente esta modalidade de crime, a Incognia se especializou em verificação de identidade por geolocalização e conseguiu evitar mais de 22 milhões de tentativas de roubo de contas no segmento de serviços financeiros em 2023.

A tecnologia da empresa identifica transações maliciosas ao comparar localização de dispositivos usados com dados dos titulares das contas. 

Os resultados notáveis da Incognia renderam, em janeiro de 2024, a captação de R$ 155 milhões em rodada de investimento Series B. 

A expectativa da empresa global é intensificar ainda mais o desenvolvimento das suas soluções para a prevenção de fraudes.

O financiamento que conseguimos irá fomentar o desenvolvimento contínuo da tecnologia da companhia, visando a expansão global e a entrega de soluções para nossas principais indústrias de atuação: serviços financeiros, e-commerce, marketplaces e plataformas da economia compartilhada”, afirma Diogo Sersante, country manager da empresa no Brasil.

Solução eficiente

No recorte brasileiro do relatório Device Identity Frontline Report, recentemente divulgado pela empresa, foram analisados 210 milhões de dispositivos, sendo 70% dessa base composta por dispositivos móveis e 30% por dispositivos web.

  • A empresa conseguiu evitar 1,6 milhão de contas laranja em potencial. 
  • No setor de delivery, foram evitadas 1,1 milhão de contas fraudulentas.
  • 125 milhões de tentativas de fraudes de reembolso (chargeback) e pagamento também foram impedidas. 

A vantagem no uso de IA

Segundo Diogo, a empresa utiliza inteligência artificial para melhor reconhecer o padrão de comportamento dos usuários e, assim, identificar atividades suspeitas. 

“Diferentemente de soluções que hoje já são alvo da ação de fraudadores, como o uso de deepfakes, o poder da Incognia está na combinação entre dados de identificação de dispositivos e dados de localização exatos, que utilizamos para mandar sinais risco aos clientes”, o executivo completa.

O negócio é bom?

Segundo Diogo, a companhia mais do que triplicou sua receita global entre 2022 e 2024, com um recorte de mais de 270% de retenção da receita brasileira.

A empresa tem garantido o retorno sobre o investimento (ROI) de seis vezes para seus clientes, conferindo mais de US$ 3 milhões por contrato”, conclui.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialFraudes

Mais de Bússola

O que são contratos de representação comercial e como evitar insegurança jurídica

Como a Positivo aumentou seu lucro líquido em 655% em um ano

A volta da dupla Senna e Shell: marcas firmam parceria para promover lançamento de etanol aditivado

Bússola Cultural: Dia do Orgulho Nerd terá comemoração gratuita em São Paulo

Mais na Exame