Bússola
Um conteúdo Bússola

Como a FindUp pretende se tornar principal a parceira dos técnicos de TI

Startup gerou 13 mil novas oportunidades de emprego, destinando cerca de R$ 7 milhões de renda extra para a categoria ao longo de sua história

Fábio Freire, CEO da FindUP: “Atualmente, muitos técnicos cadastrados conseguem faturar cerca de R$ 4 mil ao mês” (gremlin/Getty Images)

Fábio Freire, CEO da FindUP: “Atualmente, muitos técnicos cadastrados conseguem faturar cerca de R$ 4 mil ao mês” (gremlin/Getty Images)

B

Bússola

Publicado em 20 de novembro de 2021 às 09h47.

Última atualização em 22 de novembro de 2021 às 15h53.

A FindUP, startup pioneira no Brasil especializada em atendimento presencial na área de tecnologia, vem se tornando a principal parceira dos técnicos de TI nos últimos anos com a geração de milhares de oportunidades de trabalho na área da tecnologia. Com sua plataforma voltada para a gestão de TI de pequenas, médias e grandes companhias, a empresa já conta com mais de 13 mil profissionais cadastrados em 800 cidades do país, que conseguem obter uma renda extra três vezes maior do que no mercado em geral.

Aliando tecnologia ao mundo real, a FindUP destinou ao longo dos anos mais de R$ 7 milhões aos técnicos cadastrados na plataforma. Apenas em 2021, já foram mais de R$ 3 milhões.

“Além de auxiliar as empresas em ajustes técnicos e projetos de TI, a plataforma também tem como objetivo facilitar o acesso a uma gama de oportunidades de serviços de TI. Profissionais que estão sem empregos - e até mesmo os empregados em busca de renda extra — podem se cadastrar, tornando-se prestadores de serviço de TI por meio da ferramenta. Atualmente, muitos técnicos conseguem faturar cerca de R$ 4 mil ao mês”, declara Fábio Freire, CEO da FindUP.

Segundo o empreendedor, a forma humanizada como a plataforma se apresenta ao mercado vem gerando aproximadamente 150 novos cadastros de técnicos por mês, de forma orgânica.

“Em uma plataforma que realiza a conexão entre empresas e profissionais de TI, é extremamente importante que nós estejamos próximos ao público. Entender as necessidades e realidade dos brasileiros é uma forma de sermos mais assertivos na captação de novos técnicos”, argumenta.

Ainda segundo Freire, além da geração de novos empregos, a plataforma proporciona mão de obra qualificada às empresas e, ao mesmo tempo, auxilia no combate da desigualdade social no país.

“Assim como a geração de renda extra, que colabora para o sustento de milhares de famílias no país, as companhias que utilizam o serviço de field service de TI ganham qualidade técnica, pois os técnicos cadastrados, precisam comprovar seu conhecimento e passar por toda análise de documentos para a homologação do cadastro. Além disso, elas obtêm redução de 40% nos custos operacionais e são atendidas em até três horas após a abertura dos chamados”, enfatiza.

Próximos passos

 Com propósito de ajudar na geração de novos empregos e fomentar oportunidades de crescimento profissional, a FindUP quer estar ainda mais próxima dos técnicos de TI. A startup prevê a ampliação de seu portfólio de serviços para os próximos anos. Assim como o field service, projetos pilotos de suporte remoto em andamento e expansão de atuação com IOT, vending machine e novas tecnologias estão sendo estudados. Com isso, a demanda aumentará e mais técnicos serão acionados pelas empresas para a realização de serviços técnicos.

 Assine os Boletins da Bússola

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedInTwitter | Facebook | Youtube

 

 

Acompanhe tudo sobre:GestãoInovaçãoStartupsTecnologias limpas

Mais de Bússola

Bússola Poder: não existe ministro da Fazenda fraco

Por que texto do Projeto de Lei que regulamenta a Inteligência Artificial precisa de ajustes? 

FII Priority Summit discute desenvolvimento sustentável do Brasil e da América Latina

Internet e redes sociais continuam a dominar como principais fontes de informação dos parlamentares

Mais na Exame