Acompanhe:

Diminuir em até 80% o tempo de ociosidade dos operadores de call center e descartar contatos improdutivos em até 91% é o core business da 3C Plus, empresa que oferece tecnologias para call centers por meio de um produto SaaS, que permite a comercialização das licenças do software para PMEs. A companhia apresentou um crescimento de 275% do faturamento em 2022 e encerrou o ano com cerca de 100 colaboradores. Para 2023, os planos são ainda mais ambiciosos: a 3C Plus almeja um faturamento 373% maior e se prepara para abrir sua primeira rodada de captação.

“O que motivou o crescimento rápido da 3C Plus foi a busca pelo conhecimento com pessoas que estavam executando e que já tinham um resultado comprovado nas áreas que a gente queria se aprimorar. Outro fator determinante foi abrir os olhos para recrutar talentos locais e fortalecer a nossa cultura. Nós sabíamos que não iríamos encontrar pessoas com alto grau de experiência, porque não existiam empresas de software e tecnologia na nossa cidade. Por isso, investimos em jovens talentos que possuem a capacidade de evoluir e crescer. Hoje, nós temos um nível de colaboradores que não deixam nada a desejar em comparação aos que estão em grandes centros. Agora, nós vamos captar com o objetivo de realizar a estratégia de M&A. Ao adquirir um portfólio de clientes que tenham uma base interessante para nós, ganhamos tempo porque chegamos mais rápido até eles. Também a possibilidade de adquirir empresas que tenham produtos complementares ao nosso. Assim, o meu cliente tem a entrega de um produto mais completo, uma solução mais robusta e se transformando assim em uma suíte completa de soluções”, afirma Ney Pereira, CEO da 3C Plus.

Dentro desse mercado, no último ano, a startup tornou-se o maior discador automático no canal do correspondente bancário, atingindo 23.253 mil usuários ativos e mais de 2,3 bilhões de ligações realizadas.

Apesar de ter sido fundada em 2009 dentro de um call center, foi em 2014 que a startup teve sua grande virada de chave. A 3C+, que antes se dedicava em desenvolver funcionalidades para tornar uma única operação de cobrança mais produtiva, passou a reunir todas as soluções que oferecia em um único lugar, buscando sempre trazer atualizações para seus produtos e assim, fundar, de fato, a 3C Plus.

Com números expressivos desde sua fundação, a 3C Plus visa se tornar um unicórnio até 2025. Para atingir seu objetivo, a companhia vai investir em uma estratégia omnichannel para a plataforma, expandindo o negócio para além do nicho de call center. “Quando entendemos que a empresa estava em uma fase mais madura e anunciamos o rebranding, veio a importância de se posicionar como uma solução completa para o mercado de comunicação. Estamos trazendo um recurso robusto e que é capaz de atender demandas de diversos nichos. Seguimos com o foco em consignado e cobrança, mas ao explorar essa área de atendimento, conseguimos ampliar o leque e permitir que mais empresas usem as ferramentas do nosso portfólio”, afirma Diandra Ribas, COO da 3C Plus.

Hoje a empresa conta com mais de 2 mil clientes ativos na base, e sua relevância no mercado se deve à inovação. “O sistema 3C Plus se destacou porque apresentou uma solução inovadora para o segmento, eliminando toda a gestão manual que havia por trás da operação. O grande case da companhia é o Filtro Inteligente, que evita ligações improdutivas com base em dados históricos. “Nosso sistema não disca para números não identificados como contato da pessoa certa, números que não atendem, cadastrados em listas de não perturbe etc. Com ele, resolvemos o problema de limitação de, no máximo, 85% das chamadas improdutivas feitas nas operações diariamente de acordo com a regulamentação da Anatel. Enquanto as outras ferramentas do mercado lançavam um contador de ligações para o operador fazer a gestão manual, a 3C lançou uma funcionalidade que automatiza todo esse processo, facilitando muito o dia a dia das equipes”, afirma Diogo Hartmann, CTO da 3C Plus.

À medida que a empresa se desenvolve, projeta o objetivo de oferecer muitas oportunidades de emprego para a cidade de Guarapuava, contribuindo significativamente para a economia local e também para o desenvolvimento da comunidade. “Nossa ideia é facilitar a entrada dos jovens e oferecer a possibilidade de estarem dentro de uma empresa de tecnologia, que é uma startup com projeção de se tornar um unicórnio. Na região, essas oportunidades são escassas, por isso, estamos determinados a mudar esse cenário”, diz o CEO.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Claudia Elisa: 5 dicas na hora de criar um conselho para startup

Futuros Possíveis estreia para furar a bolha das narrativas de inovação

Plano de negócio é a bússola do empreendedorismo

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Como uma empresa faz R$ 160 milhões levando pessoas ao trabalho — sem ter sequer um veículo
seloNegócios

Como uma empresa faz R$ 160 milhões levando pessoas ao trabalho — sem ter sequer um veículo

Há 23 horas

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife
seloNegócios

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife

Há um dia

"Eu estou mais otimista do que há um ano", afirma Alex Szapiro, líder do SoftBank na América Latina
seloNegócios

"Eu estou mais otimista do que há um ano", afirma Alex Szapiro, líder do SoftBank na América Latina

Há 2 dias

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração
ESG

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais