Brasil

Simone Tebet assume Ministério do Planejamento nesta quinta-feira

Ministra ainda não anunciou nomes que integrarão a equipe, mas afirmou que buscará pessoas de perfil moderado

SAO PAULO, BRAZIL - SEPTEMBER 24: Simone Tebet presidential candidate of the Brazilian Democratic Movement arrives before a televised debate organized by a pool of local media at SBT Studios on September 24, 2022 in Sao Paulo, Brazil. Candidate Lula Da Silva, who leads most of the polls, has announced his absence from this debate and promised to attend the last one in Rio de Janeiro a day before the voting. (Photo by Rodrigo Paiva/Getty Images) (Rodrigo Paiva/Getty Images)

SAO PAULO, BRAZIL - SEPTEMBER 24: Simone Tebet presidential candidate of the Brazilian Democratic Movement arrives before a televised debate organized by a pool of local media at SBT Studios on September 24, 2022 in Sao Paulo, Brazil. Candidate Lula Da Silva, who leads most of the polls, has announced his absence from this debate and promised to attend the last one in Rio de Janeiro a day before the voting. (Photo by Rodrigo Paiva/Getty Images) (Rodrigo Paiva/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de janeiro de 2023 às 06h00.

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, toma posse nesta quinta-feira, 5, às 10h, no Salão Nobre do Palácio do Planalto. A pasta foi recriada a partir da divisão do antigo Ministério da Economia.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

A cerimônia de posse estava marcada para acontecer no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), mas o local precisou ser alterado devido à quantidade de interessados em acompanhar. Até a noite de quarta-feira, 4, havia 780 pessoas confirmadas no evento.

Tebet ainda não anunciou a equipe do ministério, mas afirmou que buscará pessoas de "perfil moderado" para os cargos de secretários. Nos próximos dias, ela deve se encontrar com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para discutir as pautas econômicas do governo.

LEIA TAMBÉM: De candidata a ministra: quem é Simone Tebet, ministra do Planejamento anunciada por Lula

Tebet ficou em terceiro lugar no primeiro turno da disputa presidencial e anunciou apoio a Lula no segundo. A senadora participou ativamente da campanha em busca de votos para o petista. A participação dela no primeiro escalão do governo, caso Lula fosse eleito, já era vista como certa desde outubro.

Em 29 de dezembro, o presidente anunciou que Tebet ficaria com o comando do Ministério do Planejamento. Ela dividirá com a Fazenda, comandada por Haddad, as principais decisões econômicas - que no governo Bolsonaro couberam ao "super" Ministério da Economia, chefiado por Paulo Guedes.

Haddad tomou posse na segunda-feira, 2. Nesta quarta-feira, 4, Marina Silva e Geraldo Alckmin assumiram, respectivamente, os ministérios do Meio Ambiente e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).

No total, o governo tem 37 ministros. Todos foram empossados oficialmente no dia 1º, quando Lula assumiu a Presidência da República. As cerimônias separadas são para simbolizar a transmissão dos cargos dos ministros anteriores para os atuais.

LEIA TAMBÉM: Em oito pontos, os pensamentos de Simone Tebet sobre economia que vão de encontro ao PT

O primeiro escalão do governo é composto por nove partidos. Além do PT, com 10 assentos, Lula cedeu três ministérios para o MDB, três para o PSD e três para o PSB. O União Brasil e o PDT têm o comando de duas pastas cada um. Outras legendas contempladas são o PSol, a Rede e o PCdoB, com um representante cada. 

Acompanhe tudo sobre:Governo LulaMinistério da EconomiaMinistério do PlanejamentoSimone-Tebet

Mais de Brasil

Base aérea de Canoas começa a receber voos comerciais nesta segunda

Governo libera 7,2 bilhões para comprar arroz importado

Guitarrista da banda Afrocidade morre após ser espancado na Bahia

Como irá funcionar o sistema de câmeras usadas por PMs; governo Tarcísio detalha

Mais na Exame