Acompanhe:

Lula anuncia Tebet, Marina e fecha lista de 37 ministérios; veja nomes e partidos

Lula ainda não anunciou quem presidirá a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, mas antecipou que os dois bancos serão comandados por mulheres

Modo escuro

Continua após a publicidade
Lula: presidente eleito fecha lista de ministros do novo governo. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Lula: presidente eleito fecha lista de ministros do novo governo. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A
Alessandra Azevedo

Publicado em 29 de dezembro de 2022 às, 11h15.

Última atualização em 29 de dezembro de 2022 às, 14h49.

Depois de mais uma semana de negociações para conseguir acomodar os aliados na Esplanada dos Ministérios, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou nesta quinta-feira, 29, mais 16 nomes que faltavam para fechar a composição ministerial do próximo governo, composto por 37 pastas. O pronunciamento ocorreu no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da equipe de transição de governo, em Brasília

Dois dos nomes mais esperados eram o de Simone Tebet (MDB), que ficou com o Planejamento, fazendo uma dobradinha com Fernando Haddad (PT), na Fazenda, e Marina Silva (Rede), que ficou no comando do Meio Ambiente, cargo que já ocupou no primeiro governo do petista. Além de Marina e Tebet, Lula escolheu nove ministras mulheres.

O primeiro escalão do governo será composto por nove partidos. Além do PT, que terá 10 assentos, Lula cedeu três ministérios para o MDB, três para o PSD e três para o PSB. O União Brasil e o PDT terão o comando de duas pastas cada um. Outras legendas contempladas são o PSol, a Rede e o PCdoB, com um representante cada. 

Os nove partidos representados na Esplanada contam com 262 deputados eleitos, o equivalente a mais da metade do total de 513 -- o que não significa que todos apoiarão o governo, mas sinaliza a preocupação do presidente eleito com a governabilidade a partir de 2023. No Senado, as siglas somam 45 parlamentares.

Lula desejou boa sorte aos indicados e recomendou que eles formem as equipes com pessoas que tenham competência técnica, mas sem receio de indicar políticos com experiência. "No meu governo, não há medo de escolher político. Sou daqueles que acham que fora da política não se encontra solução para quase nada no planeta", disse.

Outros nomes importantes para a composição do governo também foram anunciados. Fica com a liderança do governo na Câmara o deputado José Guimarães (PT-CE). Já no Senado, quem vai comandar as negociações é o senador Jaques Wagner (PT-BA). O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi o indicado para a liderança no Congresso Nacional. 

"Depois de muita conversa e muitos ajustes, terminamos de montar o primeiro escalão do governo. Não menos importante, a partir da posse a gente vai começar a discutir o segundo escalão, os cargos do governo federal em cada estado, para que a gente possa, dentro de pouco tempo, ter todas as informações para fazer a máquina funcionar", disse Lula.

Devem entrar no segundo escalão partidos aliados que ficaram de fora da divisão dos ministérios, como Avante, PV, PROS e Solidariedade. Lula garantiu que a Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) serão chefiadas por indígenas.

Lula ainda não anunciou quem presidirá a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, mas antecipou que os dois bancos serão comandados por mulheres. "O Banco do Brasil tem 200 anos e nunca se pensou, nem de perto, em ter uma mulher na presidência", destacou.

LEIA TAMBÉM: Posse do Lula: qual o horário, programação e onde assistir online

Veja a lista de ministros anunciados nesta quinta-feira:

  1. Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Carlos Fávaro (PSD)
  2. Cidades: Jader Filho (MDB)
  3. Comunicações: Juscelino Filho (União Brasil)
  4. Desenvolvimento Agrário: Paulo Teixeira (PT)
  5. Esporte: Ana Moser
  6. Gabinete de Segurança Institucional: Marco Edson Gonçalves Dias
  7. Integração e Desenvolvimento Regional: Waldez Góes (PDT)
  8. Meio Ambiente: Marina Silva (Rede)
  9. Minas e Energia: Alexandre Silveira (PSD)
  10. Pesca: André de Paula (PSD)
  11. Planejamento e Orçamento: Simone Tebet (MDB)
  12. Povos Indígenas: Sônia Guajajara (PSol)
  13. Previdência Social: Carlos Lupi (PDT)
  14. Secretaria de Comunicação Social: Paulo Pimenta (PT)
  15. Transportes: Renan Filho (MDB)
  16. Turismo: Daniela do Waguinho (União Brasil)

Lista completa de ministros do governo Lula:

  1. Advocacia-Geral da União (AGU): Jorge Messias
  2. Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Carlos Fávaro (PSD)
  3. Casa Civil: Rui Costa (PT)
  4. Cidades: Jader Filho (MDB)
  5. Ciência e Tecnologia: Luciana Santos
  6. Comunicações: Juscelino Filho (União Brasil)
  7. Controladoria-Geral da União (CGU): Vinícius Carvalho
  8. Cultura: Margareth Menezes
  9. Desenvolvimento Agrário: Paulo Teixeira (PT)
  10. Defesa: José Múcio Monteiro
  11. Desenvolvimento Social: Wellington Dias (PT)
  12. Direitos Humanos: Silvio Almeida
  13. Educação: Camilo Santana (PT)
  14. Esporte: Ana Moser
  15. Fazenda: Fernando Haddad (PT)
  16. Gabinete de Segurança Institucional: Marco Edson Gonçalves Dias
  17. Gestão: Esther Dweck
  18. Igualdade Racial: Anielle Franco
  19. Indústria e Comércio: Geraldo Alckmin (PSB)
  20. Integração e Desenvolvimento Regional: Waldez Góes (PDT)
  21. Justiça e Segurança Pública: Flávio Dino (PSB)
  22. Meio Ambiente: Marina Silva (Rede)
  23. Minas e Energia: Alexandre Silveira (PSD)
  24. Mulheres: Cida Gonçalves
  25. Pesca: André de Paula (PSD)
  26. Planejamento e Orçamento: Simone Tebet (MDB)
  27. Portos e Aeroportos: Márcio França (PSB)
  28. Povos Indígenas: Sônia Guajajara (PSol)
  29. Previdência Social: Carlos Lupi (PDT)
  30. Relações Exteriores: Mauro Vieira
  31. Relações Institucionais: Alexandre Padilha
  32. Saúde: Nísia Trindade
  33. Secretaria-Geral da República: Márcio Macêdo
  34. Secretaria de Comunicação Social: Paulo Pimenta (PT)
  35. Trabalho: Luiz Marinho
  36. Transportes: Renan Filho (MDB)
  37. Turismo: Daniela do Waguinho (União Brasil)

Veja como foi o anúncio

LEIA TAMBÉM

Últimas Notícias

Ver mais
Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças
Brasil

Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças

Há 8 horas

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento
Brasil

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento

Há 8 horas

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados
Brasil

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados

Há 9 horas

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'
Brasil

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'

Há 9 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais