Acompanhe:

O salário mínimo previsto no orçamento de 2024 será de R$ 1.421, conforme anunciado pela ministra do Planejamento, Simone Tebet. O novo valor representa um aumento de R$101, ou 7,7% frente ao montante atual.

O valor considera a nova regra de valorização do salário mínimo, aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A política é composta pela correção anual pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) mais o PIB consolidado de dois anos anteriores.

Qual o valor do salário mínimo em 2024?

Considerada a nova regra de valorização, pelas estimativas de técnicos do governo, o salário mínimo de 2024 será de R$ 1.421. O novo valor será pago a partir de 1º de janeiro.

Quando começa a valer o salário mínimo 2024?

A nova regra começará a ser aplicada a partir do dia 1º de janeiro de 2024.

Qual a fórmula de reajuste do salário mínimo?

A política de valorização do salário mínimo é composta pela correção anual pelo Índice Nacional de Preço dos Consumidores (INPC) mais o PIB consolidado de dois anos anteriores.

A exceção da regra será quando o PIB dos dois anos anteriores apresentar um desempenho negativo. Nesse cenário, o reajuste será aplicado somente conforme a inflação. O texto autoriza o governo decretar os aumentos usando os parâmetros nos cálculos aprovados, sem a necessidade de negociar com o Congresso. Como não há data para o fim desse mecanismo, ele valerá até que outra lei o modifique.

Para que serve o salário mínimo e quando foi criado?

O salário mínimo no Brasil foi criado em 1936, no governo Getúlio Vargas. Os termos da lei foram modificados desde então, mas, em linhas gerais, o valor indica um piso mínimo que todos os trabalhadores devem receber pela jornada de trabalho.

Leia também

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Corregedoria afasta servidores da área de inteligência do presídio federal de Mossoró
Brasil

Corregedoria afasta servidores da área de inteligência do presídio federal de Mossoró

Há 4 horas

Pacheco diz que Senado não pode 'compactuar' com comparação de ação de Israel a Holocausto
Brasil

Pacheco diz que Senado não pode 'compactuar' com comparação de ação de Israel a Holocausto

Há 4 horas

Helicóptero cai em Barueri, na Grande SP, e deixa ao menos sete feridos; veja vídeo
Brasil

Helicóptero cai em Barueri, na Grande SP, e deixa ao menos sete feridos; veja vídeo

Há 5 horas

Em Haia, Brasil critica Israel por 'anexação ilegal e inaceitável' de territórios palestinos
Brasil

Em Haia, Brasil critica Israel por 'anexação ilegal e inaceitável' de territórios palestinos

Há 5 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais