Brasil

Quem indicou cada ministro ao STF? Indicações foram feitas por Lula, Bolsonaro e até Dilma; veja

Lula indicou Zanin e outros dois magistrados à Corte, enquanto Bolsonaro levou dois nomes. Quatro ministros são do período de Dilma, e um de Michel Temer e outro de FH

STF: Com Zanin, Lula mantém três ministros indicados na Corte (Marcelo Casal/Agência Brasil)

STF: Com Zanin, Lula mantém três ministros indicados na Corte (Marcelo Casal/Agência Brasil)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 2 de junho de 2023 às 12h47.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) formalizou nesta quinta-feira a indicação do advogado Cristiano Zanin para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), aberta com a aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski. Agora, o escolhido para integrar a Corte deverá ser sabatinado pelo Senado, que pode confirmar ou não a sua indicação. Com Zanin, Lula mantém três ministros indicados na Corte.

O seu antecessor, Jair Bolsonaro (PL), indicou Nunes Marques em 2020, e André Mendonça no ano seguinte. Já Michel Temer levou seu antigo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, a ocupar uma das onze vagas na Suprema Corte. O decano Gilmar Mendes chegou ao cargo por indicação de Fernando Henrique Cardoso, no último ano do chefe do Executivo no poder, em 2002. Os outros quatro ministros da Corte foram indicados durante o governo de Dilma Rousseff, entre 2010 e 2016.

Veja a lista:

Lula

  • Cristiano Zanin (2023);
  • Dias Toffolli (200942)
  • Cármen Lúcia (2006)

Jair Bolsonaro

  • André Mendonça (2021)
  • Kassio Nunes Marques (2020)

Michel Temer

  • Alexandre de Moraes (2017)

Dilma Rousseff

  • Edson Fachin (2015)
  • Luis Roberto Barroso (2013)
  • Rosa Weber (2011)
  • Luiz Fux (2011)
  • Fernando Henrique Cardoso
  • Gilmar Mendes (2002)
Acompanhe tudo sobre:Supremo Tribunal Federal (STF)Luiz Inácio Lula da SilvaJair BolsonaroDilma RousseffMichel Temer

Mais de Brasil

Em Porto Alegre, Defesa Civil alerta para risco de novos temporais com ‘ventos intensos’ e granizo

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue; veja nova faixa etária

Reviravolta em julgamento sobre 'sobras eleitorais' pode anular eleição de sete deputados; entenda

Privatização da Sabesp será concluída em 22 de julho; veja os mais cotados para vencer a disputa

Mais na Exame