Prefeitura de São Paulo adia carnaval em 2021 por causa da covid-19

Uma nova data ainda não foi anunciada, mas a Liga das Escolas de Samba da capital sugere que seja final de maio ou começo de julho

A prefeitura de São Paulo anunciou nesta sexta-feira, 24, que vai adiar o carnaval em 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. A festa mais popular do país estava prevista para o mês de fevereiro. Uma nova data ainda não foi anunciada, mas a Liga das Escolas de Samba da capital sugere que seja final de maio ou começo de julho. Os grandes blocos de rua também foram consultados e concordaram com o adiamento.

"Estamos falando de um desfile que no ano passado levou 120 mil pessoas e trouxe um benefício econômico de 207 milhões de reais, e blocos de carnaval que juntaram 15 milhões de pessoas, com um benefício de 2 bilhões de reais", disse o prefeito Bruno Covas.

Há pouco mais de duas semanas, a tradicional festa de ano novo realizada há mais de vinte anos na Avenida Paulista já havia sido cancelada. Sem uma vacina disponível, não existe a possibilidade de o poder público garantir que não haverá aglomerações nessas grandes celebrações. A Parada do Orgulho LGBT+ e a Marcha para Jesus serão online.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também tinha antecipado que o Carnaval no estado só será realizado quando houver uma vacina. “Não é hora de festas, encontros e celebrações. Nós não temos de celebrar o ano novo nem o Carnaval diante de uma pandemia. Apenas com uma vacina pronta, aplicada e a imunização feita é que poderemos ter festas que fazem parte do calendário do país, mas neste momento, não”, afirmou o governador no último dia 15.

Outros estados

No Rio de Janeiro, as escolas de samba do Grupo Especial adiaram para setembro a decisão sobre o carnaval de 2021. Segundo representantes das 12 escolas do Grupo Especial, diante da indefinição causada pela pandemia da covid-19 e enquanto não houver vacina para combater a doença, as datas previstas dos desfiles do ano que vem (14 e 15 de fevereiro) podem não ser mantidas.

Já Salvador, uma das capitais mais tradicionais para o carnaval brasileiro, também deve anunciar o adiamento da festa. O prefeito, ACM Neto, disse em recente entrevista coletiva que "se não houver vacina ou clareza em relação à imunidade coletiva até o mês de novembro, então pode ser que a prefeitura não tenha elementos de segurança para manter o carnaval".

Fórmula 1

Nesta sexta-feira, 23, a a Fórmula 1 decidiu excluir o Grande Prêmio do Brasil do Mundial 2020 por causa do descontrole da covid-19 no país.

Covas, no entanto, informou que tentou explicar para a organização do GP que a situação da doença na capital paulista é "diferente do restante do Brasil".

"As projeções mostram que em novembro a situação na cidade estaria muito melhor do que a de países em que já foram realizadas as provas. Nós destacamos que tanto as autoridades sanitárias do estado quanto do município estabeleceram protocolos sanitários. Mesmo assim fomos notificados da decisão que não afeta só São Paulo, e respeitamos a decisão" disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.