PF reúne partidos para 'alinhamento estratégico' da segurança de candidatos

A medida faz parte da chamada Operação Policial de Proteção aos Presidenciáveis, que teve início em março
 (Sergio Moraes/Reuters)
(Sergio Moraes/Reuters)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 30/05/2022 às 16:39.

A Polícia Federal realiza nesta terça-feira, 31, uma reunião com representantes de partidos políticos para a apresentação do plano de segurança para proteção aos candidatos à Presidência da República. O encontro para 'alinhamento estratégico' será realizado na sede da PF em Brasília a partir das 11h30.

EXAME/IDEIA: Pesquisa eleitoral maio: Lula tem 46% e Bolsonaro 39% em um segundo turno

A medida faz parte da chamada Operação Policial de Proteção aos Presidenciáveis, que teve início em março. A PF é responsável pela segurança dos presidenciáveis durante o processo eleitoral.

Na corrida eleitoral de 2022, são pré-candidatos: Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Jair Bolsonaro (PL), Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante), Ciro Gomes (PDT), Luciano Bivar (União Brasil), Luiz Felipe d'Avila (Novo), Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU) e Leonardo Péricles (UP).

Em um primeiro momento, os partidos foram contatados para que fosse informado à corporação se possuíam candidatos à presidência e dar inícios às tratativas de segurança.

LEIA TAMBÉM: Pesquisa BTG: Sem Doria, Lula amplia vantagem e poderia vencer no 1º turno

Em abril, foi instituído o Curso de Proteção à Pessoa, para servidores da PF e convidados, com o objetivo de formar operadores para as equipes de segurança dos candidatos à Presidência da República nas eleições de 2022.

O curso teve duração de 20 dias, sendo realizado entre 2 e 20 de maio, diz a corporação.

(Estadão Conteúdo)

Quer saber tudo sobre a corrida eleitoral? Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e fique por dentro.