Brasil

Eduardo Paes tem 42,6% das intenções de voto e Ramagem, 31,2%, aponta Atlas Intel

Foram entrevistados 1.239 moradores da cidade do Rio de Janeiro no período de 18 a 23 de abril

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Mateus Omena
Mateus Omena

Repórter da Home

Publicado em 24 de abril de 2024 às 16h47.

Última atualização em 24 de abril de 2024 às 17h26.

Tudo sobreEleições 2024
Saiba mais

Na corrida eleitoral para a prefeitura do Rio de Janeiro, o atual prefeito Eduardo Paes (PSD), concorrendo à reeleição, lidera com 42,6% das intenções de voto, mostra a pesquisa Atlas Intel, em parceria com a CNN, divulgada nesta quarta-feira, 24. Em segundo lugar, está o deputado federal Alexandre Ramagem (PL), também pré-candidato, com 31,2%.

O deputado federal Tarcísio Motta (PSOL) aparece em terceiro, com 12,7%. Na sequência, estão o vereador Pedro Duarte (Novo), com 3,8%, o deputado federal Otoni de Paula (MDB), com 2,3%, a deputada estadual Dani Balbi (PCdoB), com 1,3%, e o deputado federal Marcelo Queiroz (PP), com 0,5%.

Os votos brancos e nulos totalizam 3,1%, enquanto 2,4% dos entrevistados afirmaram estar indecisos.

A pesquisa Atlas entrevistou 1.239 moradores da cidade do Rio de Janeiro, utilizando o Recrutamento Digital Aleatório (Atlas RDR), no período de 18 a 23 de abril. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número RJ-00787/2024.

Como fica o segundo turno?

Segundo o levantamento, Eduardo Paes aparece como líder nos dois possíveis cenários de segundo turno. Tanto em uma disputa contra Alexandre Ramagem (51% contra 36,7%), quanto contra Tarcísio Motta (50,3% contra 21%).

Quando vai ser a próxima eleição para prefeito?

As eleições municipais de 2024 vão acontecer no dia 6 de outubro de 2024, o primeiro domingo do mês. Já o segundo turno, se houver, deve acontecer no último domingo do mês, dia 27 outubro, nas cidades com mais de 200.000 eleitores em que a candidata ou candidato mais votado à prefeitura não tenha atingido a maioria absoluta, isto é, metade mais um dos votos válidos (excluídos brancos e nulos).

Acompanhe tudo sobre:Rio de JaneiroEleições 2024Eduardo Paes

Mais de Brasil

O que é um borderô? Saiba como usar a ferramenta

Onda de calor: Rio registra recordes históricos de temperatura máxima em maio

Senado aprova projeto que prevê plano para conter mudança climática

STJ torna governador do Acre réu por corrupção

Mais na Exame