Brasil

Os estados mais e menos desenvolvidos do Brasil, segundo a ONU

IDH por municípios, divulgado nesta terça, aponta DF na frente e Maranhão em último lugar

Vista aérea da Esplanada dos Ministérios em Brasília (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Vista aérea da Esplanada dos Ministérios em Brasília (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Rafael Balago
Rafael Balago

Repórter de macroeconomia

Publicado em 28 de maio de 2024 às 11h35.

Última atualização em 28 de maio de 2024 às 11h42.

A ONU divulgou nesta terça-feira, 28, os dados do IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano por munícipio) do país, além de um ranking com os estados mais e menos desenvolvidos.

O Distrito Federal lidera o ranking de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) no país, apontam os números divulgados pela ONU nesta terça-feira, 28. A região tem índice 0,814, de uma escala que vai até 1. O relatório considera dados de 2021.

No topo da lista, estão também São Paulo (0,806), Santa Catarina (0,762), Minas Gerais (0,774) e Espírito Santo e Rio Grande do Sul (ambos com 0,771).

Já na parte de baixo da lista, estão estados do Norte e Nordeste, puxados por Maranhão (0,676), Alagoas (0,684), Amapá (0,688) Piauí e Pará (0,690 cada).

O IDHM do Brasil como um todo foi de 0,766, patamar próximo ao de 2015, quando foi registrado um índice de 0,765.

O indicador da ONU varia entre 0 e 1. Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano de um município, estado ou país. O levantamento lançado nesta terça tem como título “25 anos: Desenvolvimento Humano no Brasil” e mostra que os indicadores de longevidade, educação e renda tiveram queda no Brasil após a pandemia.

Veja abaixo os dados de todos os estados.

Acompanhe tudo sobre:ONUMaranhãodistrito-federalDesigualdade social

Mais de Brasil

Deputada Luiza Erundina tem alta de hospital em Brasília após três dias internada

Lula, Haddad, Mercadante e mais: veja repercussão da morte de Maria da Conceição Tavares

São Paulo pode ter dia mais quente de junho neste fim de semana

Mais na Exame