Brasil

Lula toma vacina da gripe e diz que, com imunização, população 'não vira jacaré'

Após fazer crítica ao ex-presidente Jair Bolsonaro, o chefe do Executivo pediu para população se imunizar contra a doença

Lula durante coletiva temática sobre Saúde e anúncios relacionados, com a Ministra da Saúde, Nísia Trindade, no Palacio do Planalto  (Ricardo Stuckert / PR/ Flickr/Reprodução)

Lula durante coletiva temática sobre Saúde e anúncios relacionados, com a Ministra da Saúde, Nísia Trindade, no Palacio do Planalto (Ricardo Stuckert / PR/ Flickr/Reprodução)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 8 de abril de 2024 às 14h13.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, tomou vacina contra a gripe nesta segunda-feira, 8, em evento do Ministério da Saúde realizado no Palácio do Planalto. Em crítica velada ao ex-presidente Jair Bolsonaro, Lula pediu para a população se imunizar contra a doença pois, segundo ele, "com vacina, a gente não vira jacaré".

"Vou tomar aqui a vacina para incentivar o povo brasileiro outra vez. Com vacina a gente não vira jacaré, a gente não vira o que a gente não quer. Com vacina, a gente evita de pegar doenças que podem matar as pessoas", declarou o presidente, que tem 78 anos.

E acrescentou: "Vou tomar minha vacina aqui para incentivar todas as pessoas brasileiras, homens e mulheres, adolescentes e crianças, a não terem medo de tomar vacina, porque tomar vacina é uma garantia de que você vai estar prevenido de doenças que podem te levar a morrer."

A médica da Presidência da República, Ana Helena Germóglio, foi quem vacinou o presidente. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, não é médica, e portanto não pôde vacinar o presidente.

No ano passado, o vice-presidente, Geraldo Alckmin, que é médico vacinou Lula com a quinta dose contra a covid-19.

O Zé Gotinha, personagem que representa a vacinação do governo federal, imagem que foi retomada na gestão Lula 3, esteve em ambas as imunizações do presidente Lula.

Acompanhe tudo sobre:Luiz Inácio Lula da SilvaVacinasJair Bolsonarovacina contra coronavírusNísia TrindadeMinistério da SaúdeGripes

Mais de Brasil

Dinheiro, comida e água: o que os governos estaduais já doaram para o Rio Grande do Sul

Defesa Civil do Rio Grande do Sul emite alerta de risco de inundação severa; veja regiões

Volta a chover no RS e nível do Guaíba pode voltar a superar nível recorde, alerta UFRGS

Alimentos, brinquedos e otimismo: Amigos do Bem arrecada 300 toneladas para o Rio Grande do Sul

Mais na Exame