Brasil

Frente fria: 5 cidades do Brasil terão menor temperaturas do ano hoje; RS tem risco de geada

Temperatura mais baixa deve durar até o fim de semana, sobretudo nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste

Frente fria: Sul do país tem risco de nevada (Cris Faga/NurPhoto/Getty Images)

Frente fria: Sul do país tem risco de nevada (Cris Faga/NurPhoto/Getty Images)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e Redatora da Homepage

Publicado em 15 de maio de 2024 às 08h39.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

Depois de dias imersos em uma onda de calor, o Brasil passa pela chegada de uma frente fria em cinco capitais nesta quarta-feira, 15. A maior atenção é para o Sul, que deve registrar a menor temperatura do país. O Rio Grande do Sul, ainda imerso nas enchentes que assolam o estado, apresenta risco de geada.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a cidade de Porto Alegre tem mínima de 7ºC para esta quarta-feira. A capital é uma das mais afetadas pelas chuvas.]

Frente fria vai provocar geadas no RS e suavizar calor no Sudeste e Centro-Oeste; veja previsão

Florianópolis também enfrenta baixas temperaturas hoje. A mínima prevista é de 12ºC. Alguns municípios da Serra Gaúcha e de Santa Catarina têm risco de geada, quando os termômetros registram marcas abaixo de 0°C.

O Brasil passa por um bloqueio atmosférico desde o fim de abril, que concentra massas de ar quente no país. Ele é o responsável por manter as chuvas no Sul, impedindo que as frentes frias avancem.

Principais bancos relatam 'desafios significativos' em antecipar riscos climáticos

Veja as cidades que registram a menor temperatura do ano hoje

Segundo estimativas do Climatempo, as cidades de Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT) e Rio Branco (AC) terão as menores mínimas do dia.

São Paulo e Rio de Janeiro também sentirão os efeitos da frente fria, mas sem temperaturas muito baixas. A capital paulista registra hoje mínima de 16ºC, ao passo que a capital fluminense pode chegar aos 18ºC.

Quando acaba a frente fria?

A chegada do frio será, no entanto, bem breve. Até sexta-feira, as temperaturas já devem subir de novo. Apesar de enfraquecer o bloqueio atmosférico e amenizar temperaturas, a massa de ar frio não é capaz de rompê-lo.

Acompanhe tudo sobre:ClimaMudanças climáticasonda de calorFrioRio Grande do SulEnchentes no RS

Mais de Brasil

Cassinos, bingos e jogo do bicho legalizados no Brasil? Projeto entra em discussão no Senado

Lula anunciará Paulo Pimenta como ministro para reconstrução do Rio Grande do Sul

TSE nega recurso que pedia cassação de Zema, mas aplica multa

Enchentes no RS: deputados aprovam 'calamidade' até 2026 e derrubam regras de gastos

Mais na Exame