• AALR3 R$ 19,54 -1.06
  • AAPL34 R$ 73,40 -0.22
  • ABCB4 R$ 16,99 3.09
  • ABEV3 R$ 14,73 0.27
  • AERI3 R$ 3,93 -10.27
  • AESB3 R$ 10,82 0.84
  • AGRO3 R$ 31,78 0.54
  • ALPA4 R$ 21,35 -1.57
  • ALSO3 R$ 20,15 1.41
  • ALUP11 R$ 26,34 0.57
  • AMAR3 R$ 2,43 2.10
  • AMBP3 R$ 30,23 2.02
  • AMER3 R$ 23,40 -1.10
  • AMZO34 R$ 71,07 -0.64
  • ANIM3 R$ 5,69 2.52
  • ARZZ3 R$ 82,73 -0.05
  • ASAI3 R$ 15,63 1.69
  • AZUL4 R$ 22,00 3.48
  • B3SA3 R$ 11,83 1.55
  • BBAS3 R$ 36,32 2.54
  • AALR3 R$ 19,54 -1.06
  • AAPL34 R$ 73,40 -0.22
  • ABCB4 R$ 16,99 3.09
  • ABEV3 R$ 14,73 0.27
  • AERI3 R$ 3,93 -10.27
  • AESB3 R$ 10,82 0.84
  • AGRO3 R$ 31,78 0.54
  • ALPA4 R$ 21,35 -1.57
  • ALSO3 R$ 20,15 1.41
  • ALUP11 R$ 26,34 0.57
  • AMAR3 R$ 2,43 2.10
  • AMBP3 R$ 30,23 2.02
  • AMER3 R$ 23,40 -1.10
  • AMZO34 R$ 71,07 -0.64
  • ANIM3 R$ 5,69 2.52
  • ARZZ3 R$ 82,73 -0.05
  • ASAI3 R$ 15,63 1.69
  • AZUL4 R$ 22,00 3.48
  • B3SA3 R$ 11,83 1.55
  • BBAS3 R$ 36,32 2.54
Abra sua conta no BTG

EXAME/IDEIA: vacinação está atrasada, mas aprovação de Bolsonaro vai a 37%

Apesar de 67% dos brasileiros considerarem que a vacinação está atrasada, popularidade do presidente teve um leve aumento em 2021
Presidente Jair Bolsonaro: região Norte e o segmento evangélico seguem como pilares de avaliação positiva do presidente (Flickr/Isac Nóbrega/PR)
Presidente Jair Bolsonaro: região Norte e o segmento evangélico seguem como pilares de avaliação positiva do presidente (Flickr/Isac Nóbrega/PR)
Por Carla Aranha, Fabiane StefanoPublicado em 15/01/2021 08:01 | Última atualização em 16/01/2021 15:23Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Para 67% dos brasileiros, a vacinação contra a covid-19 no Brasil está atrasada. Ainda assim, a aprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a subir neste mês. Hoje, 37% dos brasileiros afirmam estar satisfeitos com a gestão federal, diante de 35% no mês passado.

É o que mostra uma pesquisa inédita  EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Research, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 11 e 14 de janeiro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Depois de uma queda de popularidade em dezembro, a aprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a subir neste mês. Hoje, 37% dos brasileiros afirmam estar satisfeitos com a gestão federal, diante de 35% no mês passado. Na série histórica, o recorde de aprovação do presidente foi registrado em fevereiro de 2019, antes da pandemia, quando ele recebeu o aval de 45% dos brasileiros.

A pesquisa também mostra que o país continua dividido. Cerca de 37% desaprovam o governo, mesma proporção daqueles que se dizem satisfeitos. Outros 24% não têm uma opinião formado sobre o assunto e 2% não souberam responder.

Como em outras rodadas da pesquisa, os dados indicam que o presidente tem maior apoio entre os mais escolarizados e os de maior renda. No grupo dos que têm ensino superior, 44% aprovam o governo de Bolsonaro, em comparação aos 28%  que não completaram o ensino fundamental e aprovam a gestão do presidente. No grupo dos sem instrução, 47% desaprovam o atual governo.

Entre aqueles que ganham cinco salários mínimos ou mais, 51% aprovam os rumos da gestão do presidente. Já 40% dos que recebem menos de um salário mínimo desaprovam o governo.

"É preciso lembrar, no entanto, que os efeitos do fim do auxílio emergencial ainda não foram plenamente capturados pela opinião pública", diz Maurício Moura, fundador do IDEIA. A pesquisa EXAME/IDEIA também mostrou que 70% dos brasileiros consideram que o auxílio emergencial deveria ser prorrogado.  

Avaliação do governo

A pesquisa também perguntou como os brasileiros avaliam o governo. Aqueles que consideram o governo ruim ou péssimo somam 34%. Os que acham ótimo ou bom são 38%, enquanto 27% avaliam como regular.

Na avaliação dos que têm ensino superior completo, 45% consideram o governo ótimo ou bom. Já entre os sem instrução, esse percentual é de 28%. Entre os menos escolarizados 47% avaliam a gestão como ruim ou péssima.

"A região Norte e o segmento evangélico seguem como pilares importantes de avaliação positiva do presidente", diz Moura.

Made with Flourish

Vacinação

A pesquisa EXAME/IDEIA também questionou os brasileiros sobre o ritmo de vacinação contra a covid-19 no país. A percepção da maioria, 67%, é que o processo de vacinação está atrasado, mas 33% consideram que o ritmo está adequado para enfrentar a pandemia.

“A vacinação contra covid-19 tem alto grau de conhecimento da população e há enorme descontentamento com o ritmo de vacinações empregado pelo governo", diz Moura.

O tema gera concordância entre os que aprovam o governo Bolsonaro e os que desaprovam a gestão do presidente. Em ambos os grupos,  66% consideram que o país está atrasado no processo de imunização da população.