Eleições 2022: Gladson Cameli é reeleito governador do Acre em primeiro turno

Com 92,66% das urnas apuradas, Cameli obteve 56,69% dos votos válidos e Jorge Viana (PT), 24,16%
Gladson Cameli: político foi reeleito no Acre (Jefferson Rudy/Agência Senado)
Gladson Cameli: político foi reeleito no Acre (Jefferson Rudy/Agência Senado)
D
Da Redação

Publicado em 02/10/2022 às 20:06.

Última atualização em 02/10/2022 às 20:14.

Gladson Cameli (PP) foi reeleito governador do Acre em primeiro turno nas eleições de 2022, de acordo com dados de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com 92,66% das urnas apuradas, Cameli obteve 56,70% dos votos válidos (222.834 votos), neste domingo, 2.

Para ser eleito em primeiro turno, o candidato precisa de 50% dos votos válidos, que excluem brancos e nulos, mais um. Em segundo lugar, ficou Jorge Viana (PT), com 24,16% dos votos válidos (94.965 votos). Em terceiro, Mara Rocha, do MDB, com 11,16% (43.866 votos).

Clique aqui para ver o resultado das eleições 2022 no Brasil e em todos os estados

Gladson Cameli, de 44 anos, é natural de Cruzeiro do Sul (AC) e já ocupou os cargos de deputado federal e de senador. Ele é sobrinho do ex-governador Orleir Cameli, que morreu em 2013. A vice na chapa é a senadora Mailza Gomes, também do Progressistas, de 45 anos.

VEJA O RESULTADO COMPLETO DA VOTAÇÃO NO ACRE

Ao todo, sete nomes se colocaram na disputa ao governo do Acre em 2022:

  • David Hall (Agir)
  • Gladson Cameli (PP)
  • Jorge Viana (PT)
  • Mara Rocha (MDB)
  • Marcio Bittar (União Brasil)
  • Petecão (PSD)
  • Professor Nilson (PSol)

Não foi votar? Como justificar ausência do voto

Quem não pode justificar a ausência no dia do primeiro turno da eleição, tem o prazo de até 60 dias após cada turno para regularizar a situação eleitoral sem o pagamento da multa. Os canais para realizar o procedimento online são o e-Título e o Sistema Justifica. Nesse caso, além de preencher o requerimento, é necessário anexar documentos que comprovem o motivo alegado, pois a justificativa não é automática e poderá ser ou não concedida pelo juiz eleitoral.

Quem é obrigado a votar e justificar a ausência

O voto é obrigatório para eleitoras e eleitores alfabetizadas, com idades entre 18 e 70 anos. O voto é facultativo para maiores de 16 anos e menores de 18 anos; maiores de 70 anos; e, analfabetos.

LEIA TAMBÉM