Eleições 2022: Antonio Denarium é eleito governador de RR com 56% dos votos válidos

Menor colégio eleitoral do país, o pleito no estado de Roraima em 2022 teve cinco nomes disputando o cargo de governador
 (Divulgação/Divulgação)
(Divulgação/Divulgação)
D
Da redação

Publicado em 02/10/2022 às 20:13.

Última atualização em 02/10/2022 às 20:35.

O candidato Antonio Denarium foi reeleito governador do estado de Roraima, de acordo com dados de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com 93,30% das urnas apuradas, Antonio Denarium (PP) obteve 56,51% dos votos válidos, com 152.748 votos.

Em segundo lugar ficou ficou Teresa Surita (MDB), com 41,13%, 111.184 votos. E em terceiro lugar ficou ficou Fábio Almeida (PSOL), com 1,30%, 3.524 votos.

Clique aqui para ver o resultado das eleições 2022 no Brasil e em todos os estados

O governador reeleito Antonio Denarium nasceu em 1964 em Anápolis, no estado de Goiás. Antes de ser eleito governador, trabalha como empresário em atividades focadas no agronegócio com plantios de soja, milho e na criação de bovinos, além do setor imobiliário. Na eleição passada, Denarium era filiado ao Partido Social Liberal, mas saiu em maio de 2020. Após 1 ano e três meses, se filou ao Partido Progressistas (PP).

VEJA O RESULTADO COMPLETO DA VOTAÇÃO EM RORAIMA

Menor colégio eleitoral do país, o pleito no estado de Roiraoma em 2022 teve cinco nomes disputando o cargo de governador:

  • Antonio Denarium  (PP)
  • Fábio Almeiida  (PSOL)
  • Juraci Escurinho  (PDT)
  • Rudson Leite  (PV)
  • Teresa Surita   (MDB)

    Não foi votar? Como justificar ausência do voto

    Quem não pode justificar a ausência no dia do primeiro turno da eleição, tem o prazo de até 60 dias após cada turno para regularizar a situação eleitoral sem o pagamento da multa. Os canais para realizar o procedimento online são o e-Título e o Sistema Justifica. Nesse caso, além de preencher o requerimento, é necessário anexar documentos que comprovem o motivo alegado, pois a justificativa não é automática e poderá ser ou não concedida pelo juiz eleitoral.

    Quem é obrigado a votar e justificar a ausência

    O voto é obrigatório para eleitoras e eleitores alfabetizadas, com idades entre 18 e 70 anos. O voto é facultativo para maiores de 16 anos e menores de 18 anos; maiores de 70 anos; e, analfabetos.