Brasil

Datena vai sair de férias e tirar licença para disputar as eleições, diz presidente do PSDB de SP

Em entrevista à EXAME, o presidente do diretório municipal do PSDB afirma que as conversas com o apresentador giram em torno do plano de governo

Datena: pré-candidato deixará Brasil Urgente para se dedicar as eleições (André Martins/Exame)

Datena: pré-candidato deixará Brasil Urgente para se dedicar as eleições (André Martins/Exame)

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 24 de junho de 2024 às 14h32.

Última atualização em 24 de junho de 2024 às 14h32.

Tudo sobreEleições 2024
Saiba mais

O apresentador José Luiz Datena (PSDB) sairá de férias na próxima quinta-feira, 27, e depois tirará uma licença não remunerada para disputar as eleições para a prefeitura da cidade de São Paulo. A decisão respeita a legislação eleitoral, que exige que apresentadores e comentaristas deixem programas de TV e rádio até 30 de junho para disputar as eleições. Datena apresenta diariamente o Brasil Urgente, na Rede Bandeirantes.

"Já está tudo acertado com a Band. A conversa com o Datena já está no estágio de organização da campanha e do plano de governo", diz José Aníbal, presidente do diretório municipal do PSDB e, até o momento, coordenador da campanha em entrevista à EXAME.

Aníbal foi um dos articuladores da chegada de Datena ao PSDB. Inicialmente, o apresentador se filiou à sigla em meio as conversas para ser vice da deputada federal Tabata Amaral. Após negociações, que envolveram Marconi Perillo, presidente nacional do partido, e o deputado federal Aécio Neves, nome forte na sigla, foi decidido que o partido lançaria um candidato próprio na capital.

Datena, pré-candidato em outras oportunidades, disse que dessa vez vai "até o fim". O comunicador já passou por 11 partidos, mas nunca foi candidato.

A campanha diz que está organizando as estratégias para as redes sociais e definindo o plano de governo. A expectativa de Aníbal é apresentar novidades na próxima semana. David Uip, médico e amigo pessoal de Datena, foi um dos poucos nomes já apontados para ajudar no plano de governo tucano. O marqueteiro responsável pela estratégia de campanha ainda não foi definido.

"Estamos levantando ponto por ponto. Datena tem a vantagem de já ser conhecido. Todo mundo sabe quem ele é. Se ele chegar na praça da Sé, um grupo de pessoas vai se juntar em volta dele em instantes", diz o presidente da sigla em SP. "Não tem pressa [para definições da campanha]."

Apesar da fala do dirigente tucano, Datena está "atrasado" na comparação com os seus principais concorrentes. O atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) e a deputada Tabata Amaral (PSB) estão em ritmo mais acelerado de pré-campanha desde o início do ano. O único concorrente no mesmo estágio que o apresentado é Pablo Marçal (PRTB), que lançou a pré-candidatura no último mês.

Segurança será uma bandeira muito forte, mas não a única

Aníbal afirma que Datena é conhecido pela discussão em torno da segurança pública, mas que a campanha não irá se nortear apenas por esse tema. A ideia, segundo o tucano, é discutir como transformar São Paulo novamente em uma terra de oportunidades.

"Ele é conhecido e reconhecido pelo tema da segurança. Mas vamos discutir muito mais que isso. A ideia é tornar São Paulo novamente em uma terra de oportunidades. Queremos falar também sobre a descentralização dessas oportunidades", diz.

Acompanhe tudo sobre:PSDBEleições 2024

Mais de Brasil

Em SC, chuvas elevam rio que corta Blumenau em 6 metros e município entra em estado de alerta

Governo federal vai transferir recursos para reforma de escolas no RS

Após receber novas doses, SP vai retomar a vacinação contra dengue neste sábado

Boulos quer câmeras corporais em agentes da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Mais na Exame