Brasil

Chuva continua no Rio Grande do Sul? Frio chega a SP no fim de semana; veja previsão

Precipitação deve ficar concentrada no sul do estado gaúcho e chega na capital paulista no fim de semana

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 23 de maio de 2024 às 10h35.

A chuva voltou a atingir o Rio Grande do Sul (RS). Segundo o Climatempo, as precipitações ficaram restritas ao sul gaúcho, em áreas do litoral e próximas da fronteira com o Uruguai. Ainda há muita umidade sobre o estado. "A população gaúcha vai enfrentar mais chuva e muito frio nos próximos dias", prevê. Na cidade de São Paulo, há previsão para chuva e frio a partir do fim de semana.

Até o momento, as fortes chuvas que atingem o estado desde o fim de abril já deixaram 163 pessoas mortas. Ainda há 72 pessoas desaparecidas. Ao menos 2,3 milhões de pessoas foram afetadas. Conforme o último boletim emitido pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul na manhã de quarta-feira, 23, 82.666 pessoas e 12.440 animais foram resgatados em meio ao maior desastre climático da história do estado.

Rio Grande do Sul

De acordo com a Climatempo, uma frente fria se afasta no mar na costa gaúcha nesta quinta-feira, 23, mas uma baixa pressão atmosférica passa sobre o Rio Grande do Sul no decorrer do dia, indo para o litoral gaúcho até a noite.

A Defesa Civil do estado gaúcho alerta para o tempo severo. "Há risco de temporais, com raios e queda de granizo. A chuva pode cair forte em todas as regiões gaúchas nesta quinta-feira", afirmou.

No sul gaúcho, próximo do Uruguai, as temperaturas sofrem um declínio acentuado no decorrer da noite, conforme a empresa de meteorologia.

Entre a madrugada de quarta, 22, e a madrugada desta quinta-feira, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) registrou 81,2 mm em Arroio Grande, 67,6 mm em Rosário do Sul, 66,6 mm em Canguçu, 64,4 mm em Pelotas/Capão do Leão e 63,6 mm em São Lourenço do Sul. Segundo a empresa de meteorologia, na região de Pelotas, a chuva veio acompanhada de queda de granizo na noite anterior.

Para o fim de semana, a expectativa ainda é de muito frio no Rio Grande do Sul, mesmo com a presença do sol. "Não tem previsão de chuva. Há condições para formação de geada no amanhecer do sábado, 25, no centro, sudoeste gaúcho e na campanha. No domingo 26, a geada deve se formar no sudoeste e oeste, serra e planalto", disse a Climatempo.

Veja a previsão para Porto Alegre, segundo a Meteoblue

Quinta-feira: entre 11ºC e 22ºC;

Sexta-feira: entre 14ºC e 23ºC;

Sábado: entre 14ºC e 19ºC;

Domingo: entre 15ºC e 19ºC.

Como fica o tempo em São Paulo?

A capital paulista amanheceu com muitas nuvens e formação de névoa úmida nesta quinta-feira. "O ar seco ganha força, o que vai garantir o predomínio de sol, temperatura em elevação e baixos índices de umidade até a sexta-feira, 24. O tempo muda no sábado com a chegada de uma frente fria que vai provocar chuva e queda de temperatura", afirma o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo.

Na sexta-feira, o sol brilha forte e há possibilidade de rápida elevação da temperatura. No dia, podem ocorrer eventuais rajadas de vento com até 40 Km/h. "Entre o fim da tarde e a noite, a aproximação de uma frente fria favorece o aumento de nuvens, entretanto, não há expectativa de chuva", estima o órgão municipal.

A Meteoblue acrescenta que a expectativa de chuva está prevista para sábado, com maior precipitação entre domingo e segunda-feira, 27. Também há previsão de frio a partir de sábado. A temperatura máxima deve ficar em torno de 20ºC até a quarta-feira que vem, 29.

Veja a previsão para São Paulo, segundo a Meteoblue

Quinta-feira: entre 15ºC e 26ºC;

Sexta-feira: entre 17ºC e 28ºC;

Sábado: entre 16ºC e 20ºC;

Domingo: entre 15ºC e 16ºC.

Acompanhe tudo sobre:Rio Grande do SulEstado de São Paulo

Mais de Brasil

FAB encerra neste sábado recebimento de doações ao Rio Grande do Sul

Censo 2022: Brasil tem 106,8 milhões de endereços, um aumento de 19,5% em relação ao Censo anterior

Um em cada oito endereços do Brasil fica dentro de condomínios, indica Censo

Censo: quase um quarto dos endereços do Brasil não tem número; confira o ranking por estado

Mais na Exame