Acompanhe:

Visando uma produção cada vez mais ecológica e sustentável, a adubação verde ganha tração dentro da agricultura, por serem plantas que visam melhorar as condições do solo e da plantação, reciclando os nutrientes presentes ali. 

Esse processo de nutrição do solo é muito interessante para quem tem produções em larga escala, que acabam deteriorando mais o solo e necessitando de uma boa adubação, como também como os pequenos produtores, que procuram por uma técnica simples de ter um solo e produção mais fértil. 

Neste texto vamos abordar as vantagens de se realizar a adubação verde, como ela pode ser aplicada e as principais plantas utilizadas neste tipo de técnica. 

O que é adubação verde?

A adubação verde é uma tecnologia agrícola que permite a reciclagem de nutrientes por meio de microbactérias, seres vivos e o intercâmbio entre estes agentes para o enriquecimento do solo. 

E ela pode ser feita com adubos simples de se obter. Os mais usados são  as leguminosas. O adubo verde a partir das leguminosas é ideal para unir essas bactérias que vivem nas raízes, formando nódulos de adubação. 

Esse tipo de adubação costuma ser utilizada em pré-cultivo, cultivo em faixas (no caso de leguminosas perenes), rotação de culturas, em consórcio e no plantio junto com a cultura que será utilizada. Cada cultura terá um melhor período para implementação da técnica. 

Quais as vantagens de fazer adubação verde?

Quem pretende ter uma gestão 100% ecológica ou iniciar uma prática menos agressiva de cultura, pode utilizar a técnica de adubação verde como uma tecnologia a seu favor. Não são só os nutrientes alcançando camadas profundas e favorecendo a produtividade da terra, dentre a lista de demais benefícios, estão: 

Erosão do solo

O sistema radicular das plantas, ou seja, o enraizamento das plantas, auxilia a fixação e obtenção de nutrientes por parte da cultura, quando é feita a adubação verde, antes, durante e pós produção, para preparo do solo para a próxima leva de cultura. A técnica permite com que o solo se renove sem a necessidade de se acrescentar nutrientes externos ao meio. 

Supressão de plantas daninhas

Como as plantas utilizadas na técnica de adubação verde ocupam uma larga escala de solo disponível, cria-se uma disputa entre as ervas daninhas e os agentes de adubação, inviabilizando a entrada de luz e prevalecendo a cultura auxiliar ao produtor. 

Apoio aos organismos benéficos

Os microrganismos agregados ao solo tem o potencial de aumentar a porosidade do meio e beneficiar matéria orgânica. Ao se nutrir, as raízes das plantas tem farta e rica matéria biológica após a ação dos organismos citados. 

Uma produção mais sustentável 

A adubação verde, antes de tudo, conserva o solo e região em que está presente, assegurando a conservação de recursos naturais. Mais do que isso, o adubo verde é uma estratégia que pode diminuir significativamente ou, até mesmo, acabar com o uso de fertilizantes em determinadas plantações. 

Manutenção da umidade do solo 

Com a adubação verde, o solo possui mais facilidade para a absorção de água, permitindo que a água se adentre nas camadas mais profundas do solo. 

Como esse sistema de adubação é de raízes que são ramificadas, a água é distribuída de forma mais igualitária ao longo da plantação, transportando água e demais nutrientes para o cultivo. 

Mais do que isso, a presença de matéria orgânica como a adubação verde no solo, facilita o aumento da capacidade de armazenamento da terra. 

Economia com fertilizantes

Com uma produção mais sustentável, uma terra mais fértil e diminuição da presença de plantas daninhas, a adubação verde é uma grande aliada na economia e produtividade da plantação, visto que vai diminuir a necessidade do uso de fertilizantes no solo. 

Muito mais do que a economia financeira, a redução do uso de fertilizantes contribui para a sustentabilidade e prosperidade do solo a longo prazo. 

Aumento da produtividade 

Outra grande vantagem da adubação verde é o aumento da produtividade do solo. Com um solo mais saudável e bem cuidado, em que a adubação verde faz toda a cobertura e proteção da plantação, ela combate doenças do solo, bem como pragas e predadores, propiciando uma colheita muito mais cheia e assertiva. 

Quais plantas mais utilizadas na adubação verde?

Algumas das espécies mais utilizadas na adubação verde são aveia, nabo, tremoço, centeio, trigo, entre várias outras espécies que podem variar de região para região e tipo de solo.

É importante lembrar que após achar um sistema de adubação verde que se encaixe com as suas necessidades de produção e tipo de solo, deve-se variar o tipo de cobertura vegetal de uma colheita para a outra, utilizando plantas de outras famílias.

Leia também:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Espada-de-são-jorge: o que é e como cuidar da planta
EXAME Agro

Espada-de-são-jorge: o que é e como cuidar da planta

Há 2 semanas

O que é húmus de minhoca?
EXAME Agro

O que é húmus de minhoca?

Há 3 semanas

Pulgão: o que é e como acabar com essa praga
EXAME Agro

Pulgão: o que é e como acabar com essa praga

Há 3 semanas

O que é polinização?
EXAME Agro

O que é polinização?

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais