Agências
Acompanhe:

Alckmin deve construir habitações no centro expandido

A obra será uma parceria entre os governos federal, estadual e municipal com a iniciativa privada


	Geraldo Alckmin: as 20 mil unidades habitacionais serão destinadas tanto a famílias de baixa renda quanto as que recebem até dez salários mínimos.
 (Agência Brasil)

Geraldo Alckmin: as 20 mil unidades habitacionais serão destinadas tanto a famílias de baixa renda quanto as que recebem até dez salários mínimos. (Agência Brasil)

B
Beatriz Bulla

Publicado em 13 de junho de 2013, 07h48.

São Paulo - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou nesta quarta-feira que o edital do projeto da Parceria Público-Privada (PPP) que deverá construir 20 mil habitações no centro expandido da capital paulista deve sair na próxima semana. "Estamos fechando a modelagem e acho que, em uma semana, já podemos lançar o projeto."

A obra será uma parceria entre os governos federal, estadual e municipal com a iniciativa privada. "Acho que poderemos lançar o edital da obra mesmo no meio do ano e começar as construções ainda no fim deste ano", comentou Alckmin sobre o cronograma do projeto.

As 20 mil unidades habitacionais serão destinadas tanto a famílias de baixa renda quanto as que recebem até dez salários mínimos. O preço aproximado dos apartamentos será de R$ 129 mil. "Acho que vai ser algo histórico, recuperar todo o centro expandido", disse o governador.