Agências

Ex-miss Brasil dada como desaparecida no RS retoma contato com a família após 4 dias

A modelo fez contato com amigos pelas redes sociais para informar que está bem, mas com dificuldades de se conectar devido à falta de energia e conexão de internet

Natália Anderle (Reprodução/Instagram)

Natália Anderle (Reprodução/Instagram)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 4 de maio de 2024 às 18h04.

Tudo sobreRio Grande do Sul
Saiba mais

Natural do município de Roca Sales, a modelo e vencedora do concurso de beleza Miss Brasil em 2008, Natálya Anderle, de 37 anos, era uma das pessoas desaparecidas após os temporais que atingiram o Rio Grande do Sul nos últimos dias. A modelo fez contato com amigos pelas redes sociais para informar que está bem, mas com dificuldades de se conectar devido à falta de energia e conexão de internet.

Ao Estadão, o presidente do Miss Grand Brasil e ex-diretor do Miss Universo, Evandro Hazzy, informou que conseguiu contato com a modelo que estava há quatro dias sem dar notícias a amigos e familiares. "Ela está abrigada num local sem comunicação", afirmou.

Em uma conversa por áudio no Instagram, Natalya disse ao executivo: "Só para avisar que eu estou bem, está tudo bem graças a Deus. Se puder fazer esse favor (avisar as pessoas), porque eu já vou ficar sem sinal", disse a modelo.

Em outro momento da conversa, por texto, Natalya pede que Hazzy ajude na divulgação para informar à imprensa de que ela está bem. "Isso, me ajude a falar que está tudo bem (...) e avisar a mídia (...) Todos seguros e bem, fora da área de risco. Apenas sem energia e telefone", escreveu a ex-miss Brasil para acalmar os amigos.

Em seu perfil na rede social, a modelo gaúcha fez uma publicação para acalmar amigos e familiares. "Obrigado a todos os amigos preocupados, agora é hora de reunirmos em oração a todos os atingidos", escreveu Natálya. "Nós estamos bem e a salvo em casa com a família. Nós estamos sem energia e conexão de telefone no momento. Mandando orações a todos os afetados", complementou, em inglês, a modelo na postagem.

Conforme divulgado pelo governador do RS Eduardo Leite, até o momento o Estado soma 56 mortes, mas números ainda podem mudar. Segundo os dados oficiais, a região tem 67 pessoas desaparecidas.

A modelo que mora nos Estados Unidos, segundo relatos de familiares, estava grávida de sete meses e visitava a família no País. Ela se preparava para ter seu filho na sua terra natal. A modelo estava desaparecida há quatro dias, conforme divulgou a Defesa Civil do Estado.

Concursos de beleza

Ainda na juventude, antes de viver o glamour das passarelas e concursos de beleza, a gaúcha de Roca Sales trabalhou como empregada doméstica para ajudar a custear seus estudos em cosmetologia, área que seguiria antes de ser coroada como Miss Brasil.

Filha de pais agricultores, Natálya se mudou para a cidade vizinha Encantado, onde morou com familiares. O município localizado no Vale do Taquari, fica em uma das regiões mais afetadas pelas fortes chuvas que atingiram o Estado nos últimos dias.

No mundo das competições de beleza, Natálya foi alçada ao Miss Rio Grande do Sul em 2008, posto que a levou à competição nacional daquele ano, quando a gaúcha foi coroada como a jovem mais bonita do País no Miss Brasil. Com a vitória, a modelo se classificou para a edição internacional de misses, mas acabou encerrando sua participação entre as 15 finalistas do Miss Universo.

Acompanhe tudo sobre:Rio Grande do SulChuvas

Mais de Agências

Israel recupera corpo de brasileiro em Gaza, o 4º morto pelo Hamas

Mais na Exame