Agências
Acompanhe:

Ações têm máxima em 22 meses com dados dos EUA

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,23%


	Bolsa de Milão: o FTSEurofirst300 teve o maior nível de fechamento desde o início de 2011.
 (REUTERS/Stefano Rellandini)

Bolsa de Milão: o FTSEurofirst300 teve o maior nível de fechamento desde o início de 2011. (REUTERS/Stefano Rellandini)

A
Atul Prakash

4 de janeiro de 2013, 13h59

Londres - As ações europeias ampliaram os ganhos e chegaram à máxima em 22 meses nesta sexta-feira, sustentadas por dados econômicos dos Estados Unidos e lideradas pela operadora de sondas Transocean.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300 , que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 0,23 %, aos 1.165 pontos, maior nível de fechamento desde o início de 2011.