MAIS VÍDEOS com Karina Souza

Nova “foto” do coronavírus, Bolsa em alta e Obamacare: o resumo do dia

Tudo o que você precisa saber hoje: confira vídeo com as principais notícias que mexeram com os mercados, o Brasil e o mundo nesta terça, 10 de novembro

No episódio de hoje, falamos sobre uma nova imagem do novo coronavírus, divulgada por pesquisadores da Arábia Saudita, da 6ª alta consecutiva do Ibovespa, da declaração do ministro Paulo Guedes sobre a economia e muito mais.

MERCADOS

O Ibovespa voltou a bater os 100 mil pontos. Saiba como aproveitar o vaivém da bolsa com a EXAME Research

Petrobras bate maior nível em 3 meses, bancos saltam até 8% e B2W cai 8%

Ainda impulsionada pelos resultados preliminares da potencial vacina da Pfizer contra o coronavírus, o Ibovespa subiu 1,5% nesta terça-feira, 9, no seu sexto pregão de alta consecutivo, retomando os 105 mil pontos. Mas além da busca por ações de empresas que mais sofreram durante a pandemia, os resultados do terceiro trimestre apresentados entre a noite de ontem e esta manhã também influenciaram as decisões de investimentos desta terça.

Ibovespa sobe 1,5%, na 6º alta seguida e retoma os 105 mil pontos

O Ibovespa registrou alta de 1,50% nesta terça-feira, 10, no seu sexto pregão seguido de ganhos e retomando os 105.066 pontos, no maior patamar de fechamento desde 29 de julho, puxado pelas ações dos bancos e Petrobras (PETR3; PETR4).  No exterior, os principais índices acionários americanos encerraram com desempenhos mistos, com o S&P 500 dando respiro após forte alta e o Nasdaq dando sequência à queda de ontem.

Sem amianto, Eternit se consolida e reverte prejuízo no 3º trimestre

A Eternit registrou um avanço de 58% da receita líquida no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2019, para 201,1 milhões de reais, aproveitando o bom momento do setor de materiais de construção no país. Com isso, a fabricante reverteu prejuízo no acumulado do ano, alcançando lucro líquido ajustado de 22,2 milhões de reais em 2020.

BRASIL

Ministério da Saúde não divulga dados completos da covid-19 há cinco dias

O sistema do Ministério da Saúde que concentra todas as informações de casos e de mortes por covid-19 apresenta problemas desde o dia 6 de novembro. A plataforma é alimentada por estados e municípios, que relatam dificuldades em preencher os relatórios diários.

STF dá 48 horas para que Anvisa detalhe informações sobre CoronaVac

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu nesta terça-feira 48 horas para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) preste informações acerca do estágio dos estudos com a CoronaVac, vacina contra Covid-19 cuja fase de testes foi suspensa na véspera por decisão do órgão regulador após a ocorrência de um evento adverso grave.

Bolsonaro sobre declaração de Biden: “apenas a diplomacia não dá”

Calado sobre o resultado das eleições americanas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se referiu a uma fala do presidente-eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, nesta terça-feira, 10. Bolsonaro citou um “grande candidato a chefia de Estado”, que havia dito que se ele “não apagar o fogo da Amazônia levanta barreiras comerciais contra o Brasil”.

MUNDO

Não é só Bolsonaro: quem são os presidentes que não parabenizaram Biden

Devido à confirmação de vitória do democrata feita pelas emissoras americanas — que contabilizam os votos da eleição nacionalmente e fazem projeções, já que não há uma autoridade eleitoral nacional como o TSE brasileiro — líderes de diversos países já contataram Biden ou postaram mensagens na internet ainda no sábado, como o francês Emmanuel Macron e a alemã Angela Merkel. Veja quem são os que ainda não se pronunciaram sobre o assunto

Suprema Corte sinaliza manutenção do Obamacare  

Três dias depois de ser derrotado em sua tentativa de reeleição, Donald Trump viu praticamente ruir suas chances de cumprir uma de suas principais promessas: acabar com o Obamacare. Leia mais

Agenda de Biden será desafiada por exército de ‘juízes Trump’

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, deve enfrentar uma série de batalhas legais contra sua agenda, além de uma bancada federal recém-abastecida com juízes conservadores. Procuradores-gerais republicanos, associações empresariais e ativistas conservadores devem recorrer a processos caso não aprovem as iniciativas de Biden, como fizeram durante o governo Obama, estratégia também adotada pelos democratas sob o presidente Donald Trump.

Notícias sobre
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.